conecte-se conosco

ConfiançaSESérie BÚltimas

Em reencontro com Daniel Paulista, Confiança é goleado em casa pelo Guarani

Emanuel Rocha/Guarani FC

Publicados

em

Pela exta partida seguida, o Confiança saiu de campo sem uma vitória. Contra o Guarani, o Dragão até conseguiu muita presença ofensiva, mas penava bastante na conclusão das jogadas e abria muito espaço para os contra-ataque bugrinos. Assim, mesmo com bem menos finalizações, os paulistas conseguiram vencer por 4 a 1, com gols de Régis, Matheus Davó, Pablo e Allan Victor, todos aproveitando contra-golpes. No fim, Caíque Sá descontou.

Esta foi a primeira vez que o Confiança recebeu o Guarani em Aracaju e não conseguiu garantir os três pontos, antes eram três vitórias sergipanas no confronto direto como mandante.

Como fica?

Com a derrota, o Confiança fica esperando o resto da rodada, mas com a certeza de que entra na zona de rebaixamento, uma vez que Vitória ou Brasil-RS, que se enfrentam, conseguirá ultrapassar o time proletário. Para o Guarani, a vitória vale a vice-liderança, que pode ser perdida ainda nesta sexta, a depender do placar entre Coritiba e Sampaio Corrêa.

Depois dessa vitória bugrina, os dois times voltam a jogar às 19h da terça-feira. Para o Confiança, o jogo será no Paraná, contra o Londrina, atual lanterna. O Guarani, por sua vez, recebe o Sampaio Corrêa em um confronto direto pelo acesso.

Ligação direta para o gol

O jogo mal tinha começando, mas o Confiança já se viu forçado à primeira substituição aos quatro minutos, quando Nery Bareiro sentiu, sozinho, a coxa direita. Esse, porém, foi o único ponto negativo para o Dragão no início do jogo. Conseguindo recuperar a bola no campo de defesa e alçar com muita velocidade seu jogo ofensivo pelo lado direito, o Confiança era quem chegava para finalizar, ainda que o Guarani tivesse mais posse de bola.

A primeira grande chance veio aos 17 minutos, quando Ítalo cruzou da esquerda e a bola ficou livre para Gustavo Ramos, na segunda trave, bater por cima do gol. Quando o Guarani recuou um pouco seu jogo, porém, o Confiança teve dificuldade para encaixar esses lançamentos, e quem soube aproveitar o contra-ataque foi o Bugre. Aos 23, em um lançamento de Davó, Régis avançou, entrou na área, tirou o goleiro e abriu o placar.

O Confiança seguiu buscando o jogo, mas sem conseguir encaixar as finalizações frente a um Guarani mais fechado. Neste cenário, outro contra-ataque, aos 43, foi o que o Guarani precisou para ampliar. Devolvendo a gentileza, Régis lançou Davó, sozinho no meio do campo de ataque. Ele foi à área e guardou mais um.

Controle do Guarani

No intervalo, Rodrigo Santana, para aumentar a força ofensiva do Confiança, acionou Neto Berola no lugar de Bruno Sena. O cenário do jogo, porém, pouco mudou. O Confiança chegava ao ataque, mas não acertava a conclusão, enquanto o Guarani, mais cauteloso, subia menos. Assim, o Bugre só esperava os espaços para um novo contra-ataque fatal, que veio aos 19.

Em uma subida pela esquerda, Bidu cruzou para o meio da área e Pablo, de cabeça, apareceu para matar o jogo. Depois do 3 a 0, o Confiança se fragilizou ainda mais, com o Guarani tendo ainda mais controle do jogo. O quarto gol, porém, veio em mais um contra-ataque, com Allan Victor, que recebeu pela esquerda, invadiu a área e ampliou.

E ainda deu tempo para o estrago ficar maior, com o zagueiro Nery Bareiro, do Confiança, sendo expulso no banco de reservas. Nesse cenário, o Confiança aumentou a pressão para tentar diminuir o placar, enquanto o Guarani ficou administrando o jogo. Aos 39, Caíque Sá, em bela jogada individual, ainda consegiu descontar, mas já era tarde para buscar pontuação.

Ficha do jogo

Confiança 1
Rafael Santos; Marcelinho, Nirley, Nery Bareiro (Victor Sallinas) e João Paulo (Luciano Juba); Bruno Sena (Neto Berola), Serginho e Jhemerson (Caíque Sá); Daniel Penha, Ítalo (Rafael Vila) e Gustavo Ramos. Técnico: Rodrigo Santana.

Guarani 4
Gabriel Mesquita; Diego Mateus, Thales, Ronaldo Alves (Titi) e Bidu; Bruno Silva, Índio (Pedro Arcosi), Régis (Andrigo); Pablo, Júlio César (Allan Victor) e Matheus Davó (Lucão do Break). Técnico: Daniel Paulista.

Local do jogo: Batistão, em Aracaju-SE
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Henrique Neu Ribeiro (SC) e Gizeli Casaril (SC)
Gols: Régis (23’/’1ºT | GUA), Matheus Davó (43’/1ºT | GUA) Pablo (19’/2ºT| GUA), Allan Victor (29’/2ºT| GUA) e Caíque Sá (39’/2ºT | CON)
Cartão vermelho: Nery Bareiro (CON | no banco)
Cartões amarelos: Victor Sallinas, Marcelinho (CON), Júlio César, Índio e Régis (GUA)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending