conecte-se conosco

PESérie ASportÚltimas

Florentín elogia atuação e diz que o Sport merecia mais do que o empate contra Athletico

Leia principais trechos da coletiva do técnico ou ouça na íntegra

Foto: Anderson Stevens/ Sport Recife

Publicados

em

O técnico Gustavo Florentín aprovou a atuação do Sport diante do Athletico, neste domingo, e afirmou que a equipe merecia um resultado melhor do que o empate. Depois do 0 a 0, na Arena da Baixada, o treinador paraguaio concedeu entrevista coletiva e avaliou a partida, além de ter explicado as escolhas feitas para o confronto válido pela última rodada do primeiro turno da Série A.

LEIA: Com um a menos por meia hora, Sport empata com o Athletico fora
LEIA: Mikael lamenta bola na trave e valoriza ponto para o Sport
VÍDEO: Assista aos melhores momentos do empate do Sport contra o Athletico

“Partida muito boa desde o início até o fim. A equipe teve ordem tática, muita solidariedade, atitude, sentimento pela camisa, disposição de poder ganhar e através disso tivemos várias situações de gols, algo que temos que melhorar, a definição. Necessitamos seguir insistindo quanto à capacidade de querer ganhar e quanto à ideia de jogo que pretendemos”, analisou.

“Antes dos dez minutos tivemos três oportunidades de gols que nos faltou eficácia, concluir melhor. E pela maneira que se deu a partida, com um homem a menos no segundo tempo e o adversário não teve quase oportunidades, e nós tivemos. Creio que merecíamos um pouco mais que o empate”, acrescentou Florentín.

Com o resultado, o Sport foi para 18ª posição, com 17 pontos, quatro abaixo de deixar a zona de rebaixamento. Na sequência, o Rubro-negro enfrenta o Internacional, na segunda-feira da próxima semana, na Ilha do Retiro.

Íntegra da entrevista coletiva de gustavo florentín

Outros trechos da entrevista coletiva

Qual o prejuízo da expulsão de Hernanes?

“Uma expulsão sempre prejudica, estávamos em um momento complicado na partida e Hernanes estava fazendo uma grande partida, creio que uma das melhores desde que ele chegou. E perdemos a posse com a saída dele e tivemos que buscar outra alternativa para tratar de controlar a fase ofensiva do Athletico”.

Substituição de Tréllez por Chico.

“Pela necessidade de defender com uma linha de cinco. O Athletico colocou jogadores mais ofensivos e passaram a ter mais superioridade que nós. Então com Chico suprimos os passes entrelinhas, em profundidade, coisa que pudemos resolver defendendo de boa maneira”.

Desempenho ofensivo.

“Na semana fui exigente quanto à intensidade da transição ofensiva, coisa que se viu nesta partida, estivemos muito bem e o desempenho de André, Tréllez e Paulinho foi muito bom. Faltou o gol, mas tivemos muita elaboração e paciência para poder penetrar a linha defensiva. Muito bom trabalho dos três e apoio de Zé Welison, Hernanes, que ficou perto do gol no primeiro tempo, pedimos que aparecesse na área”.

Por que o Sport foi intenso no primeiro tempo e, antes mesmo da expulsão de Hernanes, essa intensidade caiu?

“A intensidade foi muito boa no primeiro tempo. Não é fácil manter toda a partida, o adversário também propôs maior ganho ofensivo no segundo tempo, que nos gerou dificuldades. Levamos uma semana de trabalho e que já se viu nessa partida a intensidade que queremos. Agora é tratar de prolongar essa intensidade e que pouco a pouco a vamos melhorar nesse sentido”.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending