conecte-se conosco
Wagner_Lopes_Vitória Wagner_Lopes_Vitória

BASérie BÚltimasVitória

Técnico Wagner Lopes valoriza empate do Vitória em campo “impraticável”

Publicados

em

A partida entre Brusque e Vitória foi disputada sob forte chuva nesta sexta-feira (17), no estádio Augusto Bauer, o que deixou o campo bastante encharcado. Ou nas palavras do técnico rubro-negro Wagner Lopes, “impraticável”. O que fez o treinador valorizar o ponto conquistado após o empate por 0 a 0. Com o resultado, o Leão segue na zona de rebaixamento, com 24 pontos e pode cair para o 18º lugar caso o Londrina vença o CSA, neste sábado (18), no Estádio do Café.

“Acho que não fizemos um jogo bom, demoramos para fazer a leitura. O campo, a bola não rolava. Muitos raios. Eu até falei com a arbitragem se era melhor parar o jogo, porque eu tenho uma história particular com raio que é muito triste. Nós sofremos. Em alguns momentos, eles criaram oportunidades, tiveram duas bolas na trave. Tivemos chance também de fazer gol. Mas a gente tem que valorizar muito esse ponto. Mesmo fora de casa, não jogando bem, campo impraticável”, pontuou.

“Infelizmente, a bola não rolava. Mesmo assim, nós não tomamos gol. Isso é muito importante. Valoriza o trabalho dos meninos que estão entrando. E nós perdemos os dois zagueiros que vinham jogando. Então, dadas as circunstâncias, a gente precisa valorizar esse ponto, porque, fora de casa, campeonato de Série B é muito complicado. Não teve falta de vontade. Nós lutamos, guerreamos, os jogadores foram aguerridos. Esse ponto é importante levar para casa”, reforçou Lopes.

Uma das poucas reclamações do treinador com relação ao Vitória foi a falta de chutes de longa distância da equipe. Justamente para aproveitar a situação ruim do gramado.

“Concordo, mas o campo estava impraticável. A gente não conseguia tirar o time de trás, alçar bola longa. A bola não rolava. E num erro, você tentar jogar curto, triangular, criar situação de trocar de corredor para finalizar do outro lado… Era um dos objetivos. Infelizmente, não conseguimos. Óbvio que a gente devia finalizar mais, acertar o gol nas finalizações, caprichar nessa situação. Mas todo cuidado é pouco. Tem que ter ousadia com responsabilidade. Hoje o campo era impraticável”, repetiu.

O Vitória volta a campo na próxima quarta-feira (22) para enfrentar o líder Coritiba, no Couto Pereira.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending