conecte-se conosco

ALCRBSérie BÚltimas

Jogando mal e com um a menos, CRB vê Vila Nova parar em Diogo Silva e fica no 0 a 0

Douglas Monteiro/Vila Nova FC

Publicados

em

O CRB teve uma noite completamente improdutiva em Goiânia. Contra o Vila Nova, o time não apresentou nenhuma força ofensiva e foi facilmente contido pela defesa do Tigre. Nisso, o time sofreu 33 finalizações, enquanto só deu dois chutes – ainda assim, entre a série de chances perdidas pelos goianos e as boas intervenções do goleiro Diego Silva, o jogo terminou em um empate sem gols.

Toda a vida regatiana foi complicada na expulsão de Marthã, no fim do primeiro tempo. Se o Colorado já tinha sido melhor até então, ele jogou basicamente sozinho depois daquilo. No segundo tempo, por exemplo, os mandantes tiveram 80% de posse de bola e um scout de 24×0 nas finalizações.

Como fica?

Com o empate, o Galo fica com 50 pontos e precisa torcer contra os times do G4 para não se distanciar do grupo do acesso. No meio da tabela, o Vila é 11º, com 39. Pela Segundona, o próximo compromisso do Vila é às 20h30 do domingo, visitando o Brusque, enquanto os regatianos recebem o Coritiba às 19h da terça-feira.

Ante, porém, os dois times viram a chave da Série B para focar nos torneios regionais. Os goianos enfrentam o Rio Branco-ES às 19h30 da quinta-feira, nas oitavas da Copa Verde, enquanto os alagoanos jogarão 2h depois contra o River-PI na fase preliminar da Copa do Nordeste. Ambos serão mandantes.

Vila mais agressivo, CRB com um a menos

Ao longo do primeiro tempo, o jogo se desenrolou de um jeito bem morno. Com os dois times apresentando dificuldade para elevar a intensidade, os ataques não conseguiam gerar perigo real. Do lado regatiano, quase não havia finalização, enquanto o Colorado, mesmo chegando mais vezes, tinha dificuldades para entrar na área e concluir.

Para o Galo, a tentativa era de um jogo com maior construção e controle da posse de bola, a lentidão, porém, deixava o time moroso e previsível, facilmente contido pela boa marcação do Tigre. Esse era quem conseguia subir mais ao ataque, mas, dois oito chutes que deu, só dois foram dentro da área e só um foi na direção do gol.

Tudo mudaria, porém, aos 38, quando Marthã, que tinha recebido um amarelo aos 26, voltou a cometer uma falta dura e recebeu o segundo cartão, sendo expulso do jogo. Pouco depois disso, inclusive, que veio a única finalização certa dos goianos e lance de maior perigo na primeira etapa, quando, aos 41, Pedro Bambu recebeu cruzamento da esquerda e cabeceou no contrapé, para grande defesa de Diogo Silva.

Vila domina e CRB para de jogar

Depois do intervalo, o Vila Nova tomou o controle para si e passou a determinar o ritmo do jogo, tendo mais de 75% de posse de bola ao longo de toda a etapa e sabendo se usar da vantagem numérica. O CRB, por outro lado, não conseguiu apresentar nenhuma capacidade de construção e sequer finalizou no segundo tempo.

Além de controlar o meio de campo, o Colorado também conseguia ser propositivo, trabalhando todo o jogo no campo de ataque e aparecendo bem no terço final de campo. Mesmo com espaço para finalizar, porém, o clube seguia apostando nos chutes de fora da área e acabava desperdiçando muitas oportunidades de ataques mais sólidos.

Nisso, o bom volume de jogo goiano colocou o goleiro Diogo Silva em destaque. Com uma série de lances de perigo parando em boas defesas do arqueiro alagoano, Diogo conseguiu aparecer bem e garantir o empate sem gols, apesar das inúmeras oportunidades do Tigre, também bastante incomodadas pela dupla de zaga regatiana.

Ficha do jogo

Vila Nova (0)
Georgemy; Moacir (Tiago Real), Renato Silveira, Rafael Donato e Willian Formiga (Bruno Collaço); Pedro Bambu, Dudu e Arthur Rezende (Pedro Júnior); Kelvin (Diego Tavares), Alesson e Clayton (Rafael Silva). Técnico: Higo Magalhães.

CRB (0)
Diogo Silva; Reginaldo, Gum, Caetano e Guilherme Romão; Marthã, Wesley (Jean Patrick) e Diego Torres (Claudinei); Pablo Dyego (Ewerton Páscoa), Jajá (Celsinho) e Nicolas Careca (Júnior Brandão). Técnico: Alan Aal.

Local do jogo: Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga (OBA), em Goiânia-GO
Árbitro: Diego Pombo Lopez (BA)
Assistentes: Edevan de Oliveira Pereira (BA) e Jucimar dos Santos Dias (BA)
Cartão vermelho: Marthã (2 amarelos | CRB)
Cartões amarelos: Moacir, Arthur Rezende, Alesson (VIL) e Wesley, Pablo Dyego (CRB)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending