conecte-se conosco

PESérie ASportÚltimas

Hernanes cita suporte aos mais jovens e destaca coesão do grupo do Sport: ‘Fechado’

Meia avaliou momento, Gustavo, ambiente e jogo contra Fluminense; veja

Foto: Anderson Stevens/ Sport Recife

Publicados

em

A experiência de Hernanes é fundamental para o Sport dentro das quatro linhas, tanto pela qualidade que apresenta nas tomadas de decisões, quanto pelo respeito que impõe aos adversários pelo currículo recheado que possui. Mas não apenas. O Profeta tem sido uma referência e dado suporte aos mais jovens do elenco rubro-negro, que vêm se destacando na retomada do time na Série A. 

LEIA: Nove clubes acionam recurso contra o Sport, mas STJD mantém ‘caso Pedro Henrique’ arquivado
LEIA: Empréstimos chegam ao fim, e Alê Santos e Elias são reintegrados no Sport

Atualmente, Mailson, Ewerthon, Gustavo e Mikael têm sido fundamentais na equipe titular, além de Chico e Luciano Juba frequentemente acionados saindo do banco de reservas.

“É muito bacana ver jovens talentos com uma cabeça focada no que estão fazendo, dentro de campo, em crescer, querer melhorar, ajudar o time. Isso é o mais importante porque o talento não se resolve sozinho, então procuro estar sempre perto, dando instruções, indicando o caminho, pois eles já têm o principal, que é o talento. Agora precisam aprender a fazer o essencial, que é querer melhorar sempre, não estar satisfeito com pouco e querer sempre mais e mais. Então acho que é isso que procuro passar”, disse o meia.

Em entrevista disponibilizada pela TV do clube, Hernanes destacou a união e força do grupo do Sport, sempre fechado – recentemente, houve conturbados acontecimentos fora de campo, como erro na inscrição de reforços e reformulação do departamento de futebol. 

“O clima está bom, acredito que sempre esteve bom internamente. Sempre mantivemos um trabalho, dedicação e eu sabia, por experiência, que iríamos ter oscilações nos resultados. Mas o que nos dá conforto e segurança é que a equipe continuou jogando bem, mesmo quando não conseguiu vencer. Houve alguns momentos de distrações, que faltou um pouco de concentração. Mas conseguimos corrigir e no último jogo a equipe esteve concentrada e conseguiu o resultado. Mas eu acho que a equipe, pelo menos internamente, o grupo conseguiu estar fechado, não deixar que a água fora do barco entrasse no barco. Acho que é por aí. Mantivemos o grupo coeso e com foco no objetivo”, avaliou o jogador.

No fim da tarde desta quinta-feira, Hernanes seguiu viagem junto à delegação para o Rio de Janeiro, onde o Rubro-negro enfrenta o Fluminense na noite desta quinta, no Maracanã. Atualmente, o Sport é 17º colocado na Série A, com 30 pontos, três abaixo do Bahia, primeiro time fora da zona de rebaixamento. 

Outros trechos da entrevista de Hernanes 

Responsabilidade criativa aumenta sem Gustavo, suspenso?

“Gustavo está vivendo um bom momento, se posicionando muito bem, fica fácil de conseguir encontrar ele. É bastante ofensivo, busca sempre o ataque com dribles e passes. Mas nosso time também tem algumas peças que vão entrar e carregar essa responsabilidade, pois cada um tem a função dentro de campo. Vou procurar fazer a minha. E quem for entrar vai também ajudar nessa parte”.

Fluminense.

“Mais um jogo difícil, o Brasileirão é legal por isso, que não tem jogo pequeno, fácil. Cada jogo é mais difícil que o outro, Fluminense é difícil, tem bons jogadores. Mas é um jogo importante que a gente também tem a nossa qualidade e vamos procurar aproveitar a qualidade. Gustavo (Florentín) tem nos passado como encontrar os pontos débeis do Fluminense, então é isso que vamos tentar fazer para conseguir o resultado lá. Então grande jogo, importante, vamos viajar concentrado para alcançar o objetivo”.

Trending