conecte-se conosco

ConfiançaNáuticoPESESérie BÚltimas

Confiança e Náutico fazem jogo disputado, mas ficam em empate ruim para os dois

Dragão segue no Z4; Timbu quase não tem mais chance de acesso

Foto: Lucas Almeida/ ADC

Publicados

em

Confiança e Náutico fizeram um jogo muito disputado, mas não saíram do zero, na noite desta terça-feira, no estádio Batistão, pela 35ª rodada da Série B. Após um primeiro tempo fraco, a etapa complementar foi de mais chances e emoções, mas o Dragão, que se mandou com tudo para o ataque, não conseguiu marcar sobre o Timbu, que teve postura mais reativa pela imposição dos mandantes

E agora?

O resultado foi ruim para os dois. O Confiança segue em situação delicada na degola, na 18ª colocação com 35 pontos, três abaixo do Brusque, primeiro fora da zona de rebaixamento. Já o Náutico figura em oitavo, com 49, seis abaixo do Confiança, que abre o G4. Faltam três jogos para o fim da Segundona.

Na sequência do campeonato, o time sergipano visita o CSA, nesta sexta, enquanto a equipe pernambucana recebe o Sampaio Corrêa, próxima segunda.

O jogo

O Confiança e o Náutico fizeram um primeiro tempo de muita dedicação, mas baixo nível técnico. Ambas as equipes, precisando da vitória, buscaram imprimir um ritmo alto, mas esbarraram nas limitações e abusaram dos erros de passes, especialmente o Timbu, que teve mais posse de bola (62% contra 38%). O Dragão buscou ser reativo – como vem sendo nesta retomada -, mas encontrou dificuldade na transição.

Do lado pernambucano, quem mais buscou jogo foi Vinícius, mas contou com pouco apoio – Álvaro foi discreto e Jailson errou demais. Já do lado sergipano, Álvaro foi a peça mais ativa e Hernane buscou muito o jogo. Mas ambos os times produziram pouco. Para se ter uma ideia da inoperância, o primeiro tempo teve 12 finalizações – oito do Confiança e quatro Náutico -, mas apenas uma na barra e nenhuma em chance clara.

Segundo tempo

Para a etapa complementar, o jogo mudou. E ficou mais aberto uma vez que o empate sem gols seria ruim para ambos lados. Com menos de dez minutos, inclusive, teve mais emoção e oportunidades de gols do que em todo o primeiro tempo.

Quem assustou primeiro foi o Náutico, na primeira jogada, onde Vinicius quase marcou após cruzamento de Thassio – jovem lateral foi boa válvula de escape para o Timbu mais uma vez. Pouco depois, foi a vez do Dragão chegar perto de marcar duas vezes, com Rafael Vila, em bom chute de fora, e Hernanes, de cabeça. Mas ambos pararam em Anderson, que fez duas boas defesas.

Na metade final do segundo tempo, o confronto ficou ainda mais frenético, uma vez que o Confiança se mandou com tudo para o ataque. O Dragão até conseguiu rondar a área, mas errou demais ao tentar concluir as jogadas, especialmente com Neto Berola, principal arma pela direita. Enquanto isso, o Náutico teve espaço para contra-atacar pelo ímpeto dos mandantes, mas não conseguiu ser efetivo. No fim, um empate sem gols que foi ruim para os dois.

Ficha

Confiança

Rafael Santos; Jonathan Bocão, Nirley, Adalberto (Luan), João Paulo (Lucas Sampaio); Madison, Rafael Vila, Alvaro, Italo Melo; Hernane e Willians Santana (Neto Berola). Técnico: Luizinho Lopes

Náutico

Anderson; Thassio, Rafael Ribeiro, Camutanga, Guilherme Nunes; Djavan (Juninho Carpina), Rhaldney, Matheus Jesus (Luiz Henrique), Jailson (Giovanny); Alvaro (Paiva) e Vinícius. Técnico: Hélio dos Anjos

Local: Arena Batistão, Aracaju
Gols:
Cartões amarelos: Djavan (NÁU); Rafael Vila, Madison (CON)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending