conecte-se conosco
Novo uniforme do Santa Cruz Novo uniforme do Santa Cruz

PESanta CruzÚltimas

Principal combustível financeiro, Volt já antecipou R$ 1,5 mi em receitas para o Santa

Foto: Paulo Paiva/Santa Cruz

Publicados

em

A Volt, nova fornecedora de material esportivo do Santa Cruz, tem sido amplamente ativa nas receitas do clube, inclusive antecipando alguns valores para quitar débitos em aberto. Adiantamento até mesmo confirmado publicamente tanto pelo CEO coral, Abdias Venceslau, tanto pelo sócio-diretor da empresa, Fernando Kleimman, na coletiva de apresentação da nova fornecedora, que aconteceu no Arruda, na última semana.

E os valores são altos, segundo apurou o NE45. Aproximadamente R$ 1,5 milhão em royalties (pagamento pelo direito de imagem da marca) foram desembolsados para o clube neste ano – antes mesmo da vigência oficial do contrato, que se iniciou agora, no mês de dezembro, e tem duração até 2026.

De acordo com informações colhidas pelo blog, quando o contrato com a Volt foi assinado há quatro meses, ali marcando o rompimento com a fornecedora de produtos da Cobra Coral, o Santa Cruz abocanhou, pouco tempo depois, R$ 500 mil. Na reta final da Série C, na tentativa de injetar ânimo financeiro, principalmente com bonificação para os jogadores, e evitar o rebaixamento, mais um adiantamento foi feito. Em janeiro de 2022, a previsão é de que um novo montante seja destinado ao Tricolor.

A destacar que a Lei Pelé e a Lei do PROFUT preveem a possibilidade de antecipação de receitas, desde que não ultrapassem os ganhos anuais da gestão – o teto de até 30% é o permitido.

No início do ano, em reunião do Conselho Deliberativo, o Santa Cruz abriu suas contas e, em uma projeção parcial nos primeiros meses de gestão, previu um montante inicial de R$ 5.219.126,71 nas receitas do clube – hoje a quantia está orçada em R$ 15 milhões. Fazendo a conversão, o R$ 1,5 milhão de adiantamento da Volt equivaleria a 10% do percentual projetado – portanto, dentro da “legalidade”.

Diga-se, só em royalties, o Santa Cruz recebe, anualmente, no mínimo, R$ 1 milhão – se vender uma quantidade grande de camisas que ultrapasse este valor, o clube ganha 15% em cima deste faturamento da Volt. Dentro do acordo com a fornecedora, também estão previstos R$ 400 mil de luvas.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados