conecte-se conosco

Copa do BrasilNáuticoPEÚltimas

Felipe Conceição aponta “expectativa positiva” para a estreia à beira do campo com o Náutico

Foto: Tiago Caldas/CNC

Publicados

em

Liberado após o Náutico conseguir o efeito suspensivo, o técnico Felipe Conceição finalmente irá estrear à beira do campo no comando do Náutico. No entanto, o primeiro jogo do novo treinador já será a estreia da Copa do Brasil diante do Tocantinópolis, fora de casa, jogo considerado fundamental pela diretoria Timbu devido ao retorno financeiro que o avanço na competição representa.

Questionado sobre a expectativa para a estreia, Conceição apontou que o sentimento é muito positivo apesar da maratona que o Alvirrubro tem enfrentado. De acordo com o treinador, a importância da competição para o clube serve de combustível para que o elenco faça um grande jogo contra a equipe do Tocantins.

“A expectativa amanhã é positiva. A gente vem em uma semana pesada, na qual, nós conseguimos duas vitórias e, no último jogo, houve um deslize no início, mas faz parte também da sequência com tantos jogos. Amanhã, eu tenho a minha participação na beirada do campo em uma competição importante para o clube e tudo isso traz uma expectativa que a gente volte a jogar bem e possa fazer um grande jogo, respeitando o adversário e sabendo das dificuldades dessa fase da Copa do Brasil, mas entrando forte como o Náutico sempre entra”, pontuou.

Vivendo uma sequência pesada de jogos, em que entrará em campo seis vezes em 14 dias, o treinador destacou que a falta de tempo para treinar fazendo com que os ajustes na equipe visando adequá-la ao seu estilo de jogo venham sendo feitos de maneira mais cuidadosa.

Felipe chegou ao Náutico no último dia 14 de fevereiro – Foto: Tiago Caldas/CNC

“Em relação ao time e ao trabalho, a gente está completando uma semana de Náutico. Já fizemos três jogos e vamos para o quarto. Temos uma dificuldade enorme de tempo pra treinar, de implementar as ideias, de corrigir as coisas, que a gente que precisam ser corrigidas e potencializar outras, que já existiam dentro do elenco. Por isso, temos trabalhado muito com vídeo e ajustes mesmo à distância. Então, a gente está tendo muito cuidado de ir colocando as nossas escolhas, porque precisamos para o nosso futuro e é importante que a equipe cresça em todos os sentidos, mas a gente está tendo cuidado de ir colocando aos poucos.”

“O que eu posso dizer é que a gente tá aproveitando cada tempo de treinamento que a gente tem, mesmo com uma carga baixa na questão física, mas para posicionar, para melhorar as questões de dinâmica coletiva da equipe e aos poucos colocando a nossa cara, mas com essa dificuldade. Com falta de treino, falta de tempo, jogando muito, tão pouco tempo vamos fazer quatro jogos em nove dias. Então, a gente tem que tomar cuidado, mas estamos mexendo para a equipe melhorar a cada jogo”, salientou Felipe Conceição.

Quanto à questão logística, o treinador do Náutico explicou que a primeira fase da Copa do Brasil adiciona as grandes distâncias às dificuldades em meio ao grande volume de jogos que tem sido disputado pelo Timbu. De acordo com Felipe, o Timbu viajou para o Tocantins logo na segunda-feira para conseguir treinar na véspera do jogo e descansar os atletas para a partida quarta-feira.

“É um trajeto longo, pois o Brasil é enorme, do tamanho de um continente. Então, essas primeiras fases da Copa do Brasil, normalmente, têm viagens bem longas. A gente saiu de um jogo em Maceió e já na madrugada do dia seguinte fizemos essa viagem. Não treinamos na segunda-feira. Apenas viajamos, mas chegamos bem, com dois dias de antecedência, por isso podemos treinar na véspera e ter um descanso adequado para o jogo decisivo de quarta-feira. Isso era o mais importante para nós”, finalizou.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Trending