conecte-se conosco

Copa do BrasilMAÚltimas

Técnico do Moto Club promete mudanças no time para jogo diante da Chapecoense, pela Copa do Brasil

Foto: Hiago Ferreira/Moto Club

Publicados

em

O primeiro confronto da história entre Moto Club e Chapecoense reserva uma dose especial de tensão para o jogo da próxima terça-feira. Além da quantia de premiação envolvida para o classificado, a partida pode ser um ponto de consolidação para ambos os times em 2022. Por isso, o técnico do Papão revela a necessidade de uma postura mais agressiva, em busca do triunfo diante dos catarinenses.

“A competição exige uma vitória nossa (empate favorece a Chapecoense). Precisamos avançar pra captar recursos. Isso por si só já nos pressiona. Tem também a dificuldade que nosso adversário vai nos proporcionar por ser jovem, mas que também está com algumas limitações no bastidores. Estamos acompanhando tudo isso”, explicou Carlos Ferro.

O vencedor do confronto, que será realizado em São Luís, na terça-feira, às 19h, irá receber uma cota de premiação de R$ 750 mil. O valor é considerado essencial pela diretoria do Moto pensando em se reforçar para a disputa da reta final do Maranhense e da Série D. Assim, Ferro sinaliza que a equipe deve ter mudanças no time titular, mas que não vai alterar o seu estilo de jogo.

“Precisamos ter uma equipe forte fisicamente para este jogo. As partes técnicas e táticas estão atreladas a isso. Então nossas escolhas passam por aí. Não vamos mudar muita coisa. Só vamos mudar um pouco por conta de estratégia de jogo. Não vamos entregar todas nossas ideias no começo, temos que pensar no segundo tempo”, salientou o comandante do Papão.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Trending