conecte-se conosco
Atacante Betinho comemora gol - Altos x Sport, Copa do Brasil Atacante Betinho comemora gol - Altos x Sport, Copa do Brasil

Copa do BrasilPEPISportÚltimas

A história se repete: Altos domina e Sport é eliminado na 1ª fase pela quarta vez seguida

Luís Júnior/AA Altos

Publicados

em

Toda história tem dois lados, e não foi diferente no jogo entre Altos e Sport na Copa do Brasil. Pelo lado piauiense, que venceu o jogo por 1 a 0, com gol de Betinho, o jogo foi a glória de, depois de quatro anos, voltar a fazer história e eliminar um time de divisão superior na primeira fase do torneio. Pelo lado pernambucano, o jogo foi a quarta eliminação seguida na fase inicial, ignorando a bela história construída com o título de 2008 para repetir os seguidos vexames contra Ferroviário, Tombense, Brusque e Jacuipense.

Em campo, os visitantes foram burocráticos no ataque e se fechou na defesa enquanto pôde, dando o campo para os verdes jogarem. No primeiro tempo, isso rendeu um jogo sem grandes chances para os dois lados, com o Jacaré tendo dificuldades para transformar o domínio ofensivo em finalizações certas. Depois, porém, o ataque piauiense cresceu e conseguiu abrir o placar aos 19 do 2º tempo. Daí em diante, o Leão tentou aumentar a pressão ofensiva, mas a desorganização, o desespero e a postura defensiva do Altos impediram o empate.

Como fica?

Com a classificação garantida, o Altos avança para a segunda fase da Copa do Brasil, quando enfrenta o vencedor de Costa Rica-MS e ABC-RN, jogo que acontece ainda nesta quarta-feira, às 21h, com acompanhamento do NE45. Ainda não há data definida para o jogo, mas os piauienses serão visitantes na partida.

Agora, o Leão volta a campo neste sábado, às 17h45, visitando o Bahia para um clássico válido pela Copa do Nordeste. O Jacaré tem um compromisso na mesma hora, recebendo o Fortaleza, também pelo Nordestão.

Sport se fecha na defesa e Altos se perde no ataque

Altos e Sport entraram em campo com propostas bem diferentes entre si e em relação ao jogo do último fim de semana. Para os piauienses, o jogo era de domínio total da posse de bola, com um jogo ofensivo e propositivo, buscando uma maior presença de ataque.

Enquanto isso, os pernambucanos jogavam mais fechados, buscando um jogo pelo contra-ataque. Mas, burocrático em campo e abusando dos erros de passe (apenas 64% de acerto), o Leão via o seu jogo ficar travado, com o centroavante Búfalo jogando isolado na frente.

Assim, o Altos até conseguia ter mais finalizações (9×5), mas sofria para superar a falha defesa leonina, dando pouco trabalho para o goleiro Maílson. E, com isso, mesmo com dificuldade para engatar suas jogadas, o Rubro-Negro foi quem teve a melhor chance, com Pedro Naressi roubando a bola no ataque para uma finalização com perigo, rente ao gol de Marcelo.

Altos sai na frente e Sport vai para o desespero

Depois do intervalo, o Altos voltou a campo com uma proposta de maior pressão ofensiva, tentando forçar o erro da defesa do Sport, que persistia em jogar recuado, com as linhas baixas. E isso aumentou o domínio piauiense no jogo, conseguindo forçar Maílson a uma defesa pela primeira vez aos 6, depois de um primeiro tempo de finalizações erradas.

Mas, aos 19, Maílson não conseguiu evitar o gol do Altos. Dieguinho recebeu na área e, marcado, passou para Betinho receber caindo na área e empurrar para o gol. Só assim, sendo eliminado, os recifenses acordaram para o ataque. Pela primeira vez na partida, a equipe tentou subir as linhas e propor o jogo, algo que não deu resultado, uma vez que os mandantes também recuaram seu jogo e conseguiram conter a pouca criatividade apresentada pelo Leão.

Ficha do jogo

Altos (1)
Marcelo; João Carlos (Júlio Ferrari), Mimica, Lucas Souza e Dieyson; Marconi, Tibiri, Eliélton (Dico) e Dieguinho (Netinho); Manoel (Danillo Bala) e Betinho (Vinícius Leandro). Técnico: Carlos Rabelo.

Sport (0)
Maílson; Ewerthon, Rafael Thyere, Sabino e Lucas Hernández (Ray Vanegas); William Oliveira, Pedro Naressi (Denner), Blás Cáceres (Rodrigão) e Luciano Juba (Bruno Matias); Flávio (Jáderson) e Javier Parraguez. Técnico: Gustavo Florentín.

Local do jogo: Estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina-PI
Árbitro: Luiz César de Oliveira Magalhães (CE)
Assistentes: Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE) e Eleutério Felipe Marques Junior (CE)
Gol: Betinho (19’/2ºT | ALT)
Cartões amarelos: João Carlos, Marcelo, Dieyson, Dico, Vinícius Leandro, Netinho (ALT), Sabino, Blas Cáceres, Pedro Naressi e Ewerthon (SPO)

Trending