conecte-se conosco
Guto Ferreira, técnico do Bahia Guto Ferreira, técnico do Bahia

BABahiaCopa do NordesteÚltimas

Guto defende Matheus Teixeira e aponta se sentir ‘capacitado’ para seguir no comando do Bahia

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Publicados

em

A crise do Bahia nesta temporada recebeu mais um peça para a insatisfação da torcida. Após sair perdendo para o Sport, o Esquadrão conseguiu virar o jogo, mas acabou cedendo o empate e, nos minutos finais, sofrendo a derrota pela Copa do Nordeste.

Em entrevista coletiva depois do jogo, o técnico Guto Ferreira manifestou sua insatisfação com o desempenho, mas saiu em defesa do goleiro Matheus Teixeira, principal alvo das vaias do torcedor neste sábado na Fonte Nova.

“É difícil de você falar de um jogador que começou agora a jogar, fazia tempo em que ele não jogava [Matheus Teixeira]. O goleiro necessita de tempo para ganhar ritmo de jogo. Então, eu não vou ficar aqui criticando, fazendo qualquer tipo de crítica, porque ele está bem e depende de ganhar confiança. Não é um goleiro de idade avançada e já trouxe bastante alegria ao torcedor. Então, nesse momento, é apoiá-lo”, pontuou Guto.

Bastante criticado pela torcida do Bahia e apontado como responsável do desempenho ruim na temporada, uma vez que o Esquadrão corre risco de ficar dependendo não apenas dos seus resultados na última rodada do Nordestão, além de fazer uma campanha que lhe coloca próximo à zona de rebaixamento no Estadual, Guto afirma que vem trabalhando e está tranquilo para buscar a melhoria do time.

“Não sou eu quem tenho que avaliar isso. Tenho clima, sim. Me sinto totalmente capacitado, tranquilo e buscando fazer o melhor. Agora a resposta de quem é a culpa cabe a vocês. Não a mim. Agora, é trabalhar muito e buscar nas próximas partidas reverter toda essa situação”, desabafou.

Assim como fez após a derrota contra o Atlético de Alagoinhas, pelo Campeonato Baiano, Guto Ferreira voltou a se queixar da falta de equilíbrio no desempenho de campo do time. Porém, depois da derrota diante do Sport, o comandante do Esquadrão apontou que é necessário ajustar esse ponto para encontrar a melhor forma de jogar com o time do Bahia.

“Falta equilíbrio, sim, entre defesa e ataque. Isso que é o grande problema e que a gente tem que ajustar. É um ajuste. Nós precisamos buscar a solução para encontrar o equilíbrio entre defesa, meio e ataque”, concluiu. 

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados