conecte-se conosco

ConfiançaSEÚltimas

Hyago França renuncia ao cargo e não é mais presidente do Confiança

Em nota, o agora ex-mandatário alegou questões pessoais; leia íntegra

Foto: Divulgação

Publicados

em

Hyago França não é mais presidente do Confiança. Após reunião na noite da última terça-feira com o Conselho Deliberativo (CD) do clube, o agora ex-mandatário definiu pela renúncia ao cargo, que foi confirmada em nota disponibilizada pela assessoria de imprensa do Dragão.

Há cerca de cinco anos à frente do Confiança, Hyago França mencionou questões pessoais para sair do clube, principalmente familiares. Com mandato até o fim deste ano, ele se disse tranquilo para tomar a decisão por conta das pessoas que seguem no clube.

Agora, o Conselho Deliberativo (CD) do Dragão volta a se reunir nesta terça para definir um presidente interino até o clube passar por nova eleição.

Hyago França na presidência do Confiança

Ele assumiu o comando do clube em 2017 e foi reeleito dois anos depois. Ao todo, conquistou dois títulos estaduais (2017 e 2020), além de um acesso à Série B. Desde a temporada passada, porém, o Dragão passou a conviver com momentos difíceis.

Além de ser rebaixado à Terceirona em 2021, perdeu as vagas na Copa do Nordeste e Copa do Brasil. Neste ano, classificou-se com dificuldades para as semifinais do Campeonato Sergipano, onde caiu para o Falcon no último final de semana.

Nota de Hyago França sobre a saída da presidência do Confiança

Saio hoje de cabeça erguida. Foi o meu dia mais difícil no Confiança em todos esses anos. O dia da despedida. Eu peço desculpas às pessoas que me mandaram mensagem pedindo para que eu continuasse. Agradeço a todos. Não é um adeus. É um até breve. Irei sempre contribuir com o Confiança. Serei conselheiro vitalício e exercerei meu papel. Serei sócio-torcedor independente do presidente que venha aqui para o Confiança. Eu ajudarei, nunca serei oposição. Pensando na minha família, na minha filha que vai fazer dois meses. Não consigo dedicar tempo a ela. Todos no clube são testemunhas do quanto me dedico. Pesou muito a questão familiar. Meu pai saiu daqui com problema de saúde e quebrou uma empresa dele. Pois ele colocou todo o recurso dele aqui dentro. A família pesou bastante para a minha decisão. Todo ciclo tem início meio e fim e não abandonaria o clube sem ter ninguém para assumir. O presidente do conselho vai tocar o clube até terça-feira quando acontece uma nova reunião e o conselho vai indicar o presidente até sair a nova eleição. Desta forma, saio sossegado porque sei que tem pessoas aqui no Confiança que vão continuar.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados