conecte-se conosco

BABahiaSérie BÚltimas

Danilo Fernandes assume erro em derrota do Bahia e presta solidariedade a Edenílson

Foto: Reprodução/Premiere

Publicados

em

O Bahia teve a sua derrota para o Vasco, neste domingo, decretada após um chute de rara felicidade do atacante Figueiredo, que marcou seu primeiro gol como profissional. Depois do fim da partida, o goleiro Danilo Fernandes apontou que a partida foi decidida em um detalhe. Assim, reconheceu a dificuldade do chute, mas reconheceu a culpa pelos três pontos perdidos.

“O jogo foi decidido em um detalhe. Decidido em uma bola parada onde eu assumo total responsabilidade. Balançou, foi uma bola difícil e de muito longe, que variou muito, mas eu não posso tomar esse tipo de gol. Os caras ganharam com um chute no gol e parece que foram campeões”, argumentou o goleiro.

O resultado fez com que o Bahia perdesse a chance de retomar a liderança da Série B do Campeonato Brasileiro, perdida no início da rodada após a vitória do Sport diante da Chapecoense, na Ilha do Retiro, na sexta-feira. Assim, agora, o Bahia ocupa a terceira posição na tabela, atrás do Leão e do Cruzeiro, que venceu o Náutico neste domingo.

“Saímos de cabeça erguida. Fizemos um grande jogo. Viemos na casa do adversário e buscamos a todo momento o triunfo. Vamos levantar a cabeça. Não é momento de achar culpados. Se tiver que culpar, culpe a mim. Não é hora de crucificar o grupo, pois jogamos para caramba e agora temos um jogo em casa, que vamos fazer o nosso papel”, pontuou Danilo Fernandes.

Apoio ao amigo Edenílson

Ainda após o final do jogo, Danilo Fernandes, que atuou pelo Internacional em cinco temporadas, entre 2016 e 2021, reforçou o apoio dado a Edenílson através de postagem nas redes sociais. Segundo Danilo, se o volante do Colorado se queixou é porque alguma coisa aconteceu. O jogador do Esquadrão ainda colocou que espera que as autoridades tomem alguma providência.

“Acredito no Edenilson, amigo que fiz no futebol. Conheço ele muito bem. Se ele falou, alguma coisa teve. A gente não pode admitir isso. Isso não existe. O mundo em que estamos vivendo… Não sei o que vai acontecer. Mas as autoridades estão aí”, pontuou.

Foto: Reprodução/Instagram

Entenda o caso

O suposto caso de racismo aconteceu no último sábado durante a partida entre Internacional e Corinthians, que foi realizada no Beira-Rio. Na ocasião, o volante Edenílson afirmou que o lateral Rafael Ramos, do Corinthians, o teria chamado de macaco.

O defensor corintiano acabou preso em flagrante e pagou fiança para ser solto. Ele alega que tudo não passou de um mal entendido com o jogador colorado.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Trending