conecte-se conosco
Vasco da Gama x Bahia Vasco da Gama x Bahia

BABahiaSérie BÚltimas

Com golaço de Figueiredo, Bahia perde para o Vasco em São Januário

Foto: Daniel Ramalho/Vasco da Gama

Publicados

em

Não deu para o Bahia conquistar mais um triunfo na Série B. Em jogo equilibrado em São Januário, o talento do jovem Figueiredo fez a diferença. Em falta batida em dois lances, o camisa 15 de Vasco acertou um chutaço de rara felicidade e marcou o gol que definiu o placar do embate pela sétima rodada da Segundona.

Com o resultado, o Bahia viu o Vasco encostar na classificação. Agora, o Tricolor de Aço, que segue com 13 pontos, ocupa a 3ª posição, uma à frente do Cruzmaltino, que fecha o G4 da Série B.

No próximo compromisso pela Segunda Divisão, o Bahia receberá a Ponte Preta, na Arena Fonte, na sexta-feira, às 21h30. O jogo é válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.

O jogo

Querendo recuperar a liderança da Série B, o Bahia não se intimidou com as arquibancadas cheias de São Januário e buscou pressionar o Vasco nos primeiros minutos de partida. Com muita dificuldade para sair jogando em transição, o Cruzmaltino, por sua vez, tentava encaixar os contra-ataques explorando a velocidade de Gabriel Pec e Figueiredo.

No momento em que dominava as ações da partida, o Bahia sofreu um duro golpe. Após falta de Rezende em Raniel, o meia Nenê fez a cobrança curta e apenas rolou para o atacante Figueiredo acertar um chute à Roberto Dinamite. Em um arremate de rara felicidade vindo da intermediária, o jovem marcou seu primeiro gol como profissional e colocou o Vasco na dianteira do placar.

Em desvantagem, o Bahia pareceu sentir o gol. Com isso, o Vasco começou a se soltar mais e chegar com maior facilidade ao ataque. Contudo, os cariocas pecavam muito nos últimos passes e não conseguiam ser efetivos e transformar seu bom momento em finalizações de perigo.

Nos minutos finais, o Bahia voltou a equilibrar a partida e quase abriu o placar com Rildo. Aos 37, o ponta recebeu bola na esquerda, limpou o marcador, cortou para a entrada da área e bateu uma bola venenosa, que quase complicou o goleiro Thiago Rodrigues.

Segundo tempo

O Bahia deu indícios que voltaria para a etapa já a todo vapor. Com 20 segundo, Rezende fez boa jogada individual e bateu firme, exigindo excelente defesa do goleiro Thiago Rodrigues. Com o passar do tempo, o Tricolor de Aço seguiu dominando as ações e pressionando a saída de bola do Vasco, mas sem conseguir ser efetivamente perigoso no ataque.

A partir dos 15 minutos, o Bahia começou a diminuir o ritmo. Vindo de um jogo desgastante pela Copa do Brasil diante do Azuriz, o Esquadrão pareceu sentir o cansaço. Como resposta, o técnico Guto Ferreira acionou Djalma Silva, Falcão e Marcelo Ryan nas vagas de Luiz Henrique, Patrick de Lucca e Matheus Davó.

As alterações de Guto não surtiram o efeito desejado de tornar o Bahia mais ofensivo. Apesar dos minutos finais da partida serem de uma troca de chances entre as duas equipes, o Vasco foi quem se mostrou mais perigoso, especialmente em jogadas com Gabriel Pec.

Assim, melhor para o Vasco, que já possuía a vantagem e conseguiu sair de campo com mais três pontos em sua casa. O Bahia, por sua vez, conheceu sua segunda consecutiva derrota fora de casa na Série B e viu as chances de retomar a liderança do campeonato se perderem ao apito final.

Ficha do jogo

Vasco 1
Thiago Rodrigues; Gabriel Dias (Weverton), Quintero, Anderson Conceição e Edimar; Yuri Lara, Andrey (Juninho) e Nenê (Palacios); Gabriel Pec, Figueiredo (Erick) e Raniel (Getúlio). Técnico: Zé Ricardo.

Bahia 0
Danilo Fernandes; Douglas Borel, Ignácio, Didi e Luiz Henrique (Djalma Silva); Patrick de Lucca (Falcão), Rezende e Daniel; Marco Antônio (Vítor Jacaré), Rildo e Matheus Davó (Marcelo Ryan). Técnico: Guto Ferreira.

Local: Estádio de São Januário
Árbitro: Rafael Claus (Fifa-SP)
Assistentes: Neuza Inês Back (Fifa-SP) e Miguel Catâneo Ribeiro da Costa (SP)
VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Gols: Figueiredo aos 21/1ºT (Vasco)
Cartões amarelos: Quintero, Nenê, Yuri Lara e Palacios (Vasco); Marco Antônio, Rildo, Daniel e Vítor Jacaré (Bahia)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Trending