conecte-se conosco
Sport é condenado a pagar R$ 12 milhões em ação movida por Rithely Sport é condenado a pagar R$ 12 milhões em ação movida por Rithely

PESérie BSportÚltimas

Justiça condena valor de R$ 12 milhões a ser pago pelo Sport em ação movida por Rithely

Valor pode chegar a R$ 17 milhões com correções e mais; confira

Publicados

em

A Justiça Regional do Trabalho da 6ª Região condenou, na manhã desta quarta-feira, o valor de R$ 12 milhões a ser pago pelo Sport em ação movida pelo ex-volante Rithely. A decisão é assinada pelo juiz substituto Leonardo Pessoa de Burgos.

A sentença imposta é uma estimativa dada pelo magistrado no processo e cabe recurso por parte do clube. Procurado, porém, o vice-jurídico leonino, Rodrigo Guedes, não atendeu ao NE45. A reportagem teve acesso ao documento e conversou também com os advogados do jogador, Filipe e Thiago Rino.

Desorganizado, Sport perde do CRB na Arena e G4 fica ameaçado; galo reagiu com Daniel

O montante, inclusive, ainda pode chegar a cerca de R$ 17 milhões, de acordo com a defesa de Rithely, por conta dos juros, taxas, correções e honorários envolvidos no processo, que corre desde agosto de 2020 – ali, a cobrança foi de R$ 20, 9 milhões.

O valor da condenação refere-se a salários em atraso; FGTS não depositados; 13º integral de 2017 e 2018, além de proporcional de 2020; férias integrais de 2018 e proporcionais de 2020, acrescidas de 1/3; e férias em dobro de 2017, acrescidas de 1/3.

Além disso, por ter havido rescisão indireta dias após Rithely ingressar com a ação, a decisão também impõe ao clube o pagamento da cláusula compensatória, no valor de R$ 8,2 milhões.

Em relação à indenização cobrada por conta da lesão sofrida no tornozelo diante do Atlético-MG, em outubro de 2017, o juiz deu razão apenas de forma parcial ao jogador. Neste ponto, a quantia a ser paga pelo Sport é de R$ 1,4 milhão – 12 vezes o salário de Rithely, sem contemplar direitos de imagem, como pedia o volante.

“Praticamente todos os pedidos da inicial foram deferidos. Todos os salários, quase 12 meses, os FTGS, os 13º salários, as férias integrais e as respectivas dobras pelo não pagamento no prazo previsto. Também a rescisão, a multa, o reconhecimento do acidente de trabalho e como o clube não condenou o seguro obrigatório terá que pagar o correspondente ao salário dele”, explicou Filipe Rino.

Sport: veja trechos da decisão

Fotos: Reprodução

Rithely no Sport

Rithely chegou ao clube em maio de 2011 e construiu uma longa trajetória na Ilha do Retiro. Ele se tornou o quinto jogador que mais atuou no clube – 356 vezes. Após ser alvo de diversas propostas, foi negociado por empréstimo pelo Sport ao Internacional no começo de 2018, mas retornou em 2020.

A segunda passagem, porém, durou pouco: apenas três meses. No retorno aos treinos durante a pandemia, Rithely foi colocado fora dos planos e, em agosto, ingressou com a ação. Atualmente, aos 31 anos, o volante está sem clube.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Trending