conecte-se conosco
Zagueiro Ignácio, do Bahia, comemora gol contra o Guarani Zagueiro Ignácio, do Bahia, comemora gol contra o Guarani

BABahiaSérie BÚltimas

Bahia vence Guarani fora de casa e encerra sequência sem triunfos na Série B

Foto: Divulgação/EC Bahia

Publicados

em

Tricolor aproveitou chances criadas e garantiu o resultado com gols marcados pelo zagueiro Ignácio e o atacante Raí Nascimento

O Bahia voltou ao caminho triunfos na Série B. Cirúrgico, o Esquadrão aproveitou as duas boas chances criadas – uma no primeiro e uma no segundo tempo – para resolver o jogo no Brinco de Ouro da Princesa e vencer após dois jogos de jejum na Segundona. Os gols da partida foram marcados pelo zagueiro Ignácio e pelo atacante Raí Nascimento.

Como fica?

Com o resultado, o Tricolor retorna à terceira posição na classificação da Segundona. Os baianos têm 33 pontos conquistados em 18 jogos realizados no campeonato até então.

Os próximos jogos

O Bahia volta a campo na próxima terça-feira para encerrar o primeiro turno da Série B. O Esquadrão recebe o CRB, na Arena Fonte Nova, às 19h.

O jogo – Guarani x Bahia

1º Tempo – Bahia é mais agressivo e sai na frente

Mesmo jogando fora de casa, o Bahia fez valer sua melhor posição na tabela de classificação e tomou a iniciativa das ações ofensivas nos primeiros instantes diante do Guarani, em Campinas. Com 10 minutos, o Esquadrão já havia criado ao menos três chances de perigo à meta de Maurício Kozlinski.

A pressão logo deu resultado, pois após uma sequência de escanteios, o Tricolor de Aço abriu o placar. Aos 11 minutos, a bola foi levantada na área e o zagueiro Ignácio subiu mais que a defesa bugrina para testar firme para estufar as redes do goleiro alviverde.

Depois do gol, o técnico Mozart fez uma alteração tática no Bugre para tentar neutralizar o ímpeto ofensivo do Bahia. O treinador espelhou os dois esquemas utilizando o volante Leandro Vilela como terceiro zagueiro e, a partir da mudança, viu o Guarani crescer na partida e igualar as ações. O Tricolor, por sua vez, passou a utilizar os corredores para criar chances através dos contragolpes.

A grande chance do Guarani no primeiro tempo aconteceu no apagar das luzes da primeira etapa. Após cobrança de escanteio, Lucas Mugni tentou afastar, mas desviou contra o próprio gol. Assim, Danilo Fernandes precisou fazer grande intevenção para garantir a vantagem do Bahia.

2º Tempo – Guarani tenta pressionar, mas Esquadrão é cirúrgico

Na volta do intervalo, o técnico Mozart trouxe a equipe do Guarani com uma modificação. Para deixar a equipe mais forte no jogo aéreo, o treinador sacou Maxwell e acionou o atacante Nicolas Careca. Com 6 minutos, o Bugre chegou a marcar com o centroavante, porém, o árbitro de vídeo assinalou o impedimento, que foi acatado pelo juiz Bruno Arleu de Araújo.

Mais recuado, o Bahia tentava conectar os contra-ataques, porém não conseguia ultrapassar a forte marcação do Guarani no meio-campo. Assim, o Tricolor de Aço pouco conseguiu produzir na primeira metade da etapa final.

Em meio à pressão do Bugre, o Bahia conseguiu chegar bem pelo lado esquerdo aos 32 minutos da etapa final. Após tabela de Djalma Silva e Mugni, o lateral chegou na linha de fundo e cruzou. A bola passou por toda a área do Guarani e se apresentou para Raí Nascimento, que só fez empurrar para marcar o segundo.

Com dois gols de desvantagem, o Bugre esfriou seu ímpeto ofensivo. O time paulista até dominava a posse de bola, mas pouco conseguia agredir o Bahia. Assim, coube ao Esquadrão apenas administrar o resultado para conquistar o primeiro triunfo após dois jogos sem vencer.

Ficha do jogo

Guarani 0
Maurício Kozlinski; Mateus Ludke, João Victor, Derlan e Matheus Pereira; Leandro Vilela, Silas (Rodrigo Andrade) e Eduardo Person (Marcinho); Bruno José (Lucas Venuto), Maxwell (Nicolas Careca) e Lucão do Break. Técnico: Mozart

Bahia 2
Danilo Fernandes; Ignácio, Didi e Gabriel Xavier; André (Douglas Borel), Patrick de Lucca, Daniel (Miquéias), Lucas Mugni e Luiz Henrique (Djalma Silva); Raí Nascimento e Matheus Davó (Rodallega). Técnico: Enderson Moreira.

Local: Estádio Brinco de Ouro, em Campinas (SP)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (FIFA-RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa (FIFA-RJ) e Thiago Rosa de Oliveira (RJ)
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)
Gols: Ignácio aos 10/1ºT e Raí Nascimento aos 32/2ºT (Bahia)
Cartões amarelos: Lucas Mugni, Djalma Silva (Bahia)

Análises, informações, números e mais: Confira as últimas do Blog de Cassio Zirpoli sobre o futebol nordestino

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados