conecte-se conosco

ALSérie DÚltimas

ASA perde para o Pouso Alegre e sai em desvantagem na quartas de final da Série D

Rudney Melo/Divulgação/ASA FC

Publicados

em

Não deu para o Fantasma. O ASA fez um jogo nervoso e foi derrotado para o Pouso Alegre por 2 a 0. Foi a primeira vez, no mata-mata da Série D, que a equipe alagoana levou gol jogando no Coaracy da Mata. Iago Dias, duas vezes na segunda etapa, marcou para os mineiros.

Os times voltam a campo no próximo sábado (27), quando se reencontram na partida de volta, no Manduzão. Com o resultado conquistado, o Dragão pode até perder em casa por um gol de diferença. Para o Fantasma, se quiser avançar sem ir às penalidades, terá de vencer por uma vantagem de três tentos.

ASA rondou, mas não conseguiu ser efetivo contra o Pouso

Nos primeiros minutos, o ASA até esboçou um controle, mas foi o Pouso Alegre que conseguiu ser mais perigoso. Logo aos 4 minutos, Paraíba levantou, e Alisson, de cabeça, raspou a bola na trave do goleiro Renan Rinaldo. Jogada ainda cedo que premeditou o desenho da partida.

A bola era do Fantasma, mas as melhores chances seguiram sendo dos mineiros. Faltava a finalização para o ASA. O alvinegro construía, mas não finalizava.

Time mineiro é letal; ASA esbarra no nervosismo

Na segunda etapa, um balde de água fria já no primeiro minuto. Numa jogada lançada na área do ASA, a defesa alvinegra não conseguiu o corte e Foguinho mandou para o meio. A zaga até afastou, mas viu o atacante Iago Dias arriscar e abrir o placar para o Pouso Alegre.

Desvantagem que foi sentida de imediato pelo Fantasma. Nervoso com a bola, o time precisou lidar com a impaciência de estar em desvantagem. Cenário que pouco se repetiu durante a atual temporada, principalmente em casa. Mas que foi fatal neste domingo.

Iago Dias abrindo o placar. Foto: Divulgação

Aos 24, mais um do Pouso Alegre. Novamente com Iago Dias. Em um contra-ataque, o atacante avançou e tocou por cima do goleiro alvinegro para ampliar o marcador. Vantagem segura e conquistada com méritos pelos mineiros. Duas chances, dois gols.

A partir de então, um confronto de ataque contra defesa. Enquanto o ASA, precisando tornar o resultado menos danoso, se lançou ao ataque, mas viu o goleiro Edson Mardden fechar a meta. O Dragão, por sua vez, se manteve fechado na defesa. E assim seguiu. Segurou o placar e levou um confortável cenário para Minas Gerais.

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados