conecte-se conosco
Júlio_Atacante_Náutico_Comemoração Júlio_Atacante_Náutico_Comemoração

Copa do NordesteNáuticoPEPernambucanoSérie CÚltimas

Presidente do Náutico diz que recusou oferta da Ásia por Júlio e fala de renovação: “Meritocracia”

Foto: Tiago Caldas/CNC

Publicados

em

Protagonista do Náutico, o atacante Júlio renovou com o clube até o fim de 2024. E a extensão contratual do atleta foi bastante elogiada pelo presidente Diógenes Braga, que comentou sobre o tema em entrevista ao NE45. Na visão do mandatário alvirrubro, a ampliação no vínculo do centroavante é fruto da meritocracia. O dirigente também revelou que o Timbu recebeu uma oferta da Ásia pelo atleta, mas que foi recusada vislumbrando um negócio melhor no futuro.

“Chegou (proposta), mas a renovação não foi por causa disso. A renovação foi absolutamente por meritocracia. Ele está muito feliz e merece uma condição melhor. Ele está crescendo muito. Não é qualquer jogador que faz dois gols num clássico, não acontece acidentalmente. Ele está jogando muito”, disse Diógenes.

“A gente fez um novo contrato. Júlio tinha um contrato de um atleta que tinha subido da base era uma promessa. Agora ele tem um contrato de jogador profissional. É um jogador que tem potencial de mercado muito grande. A gente recebeu um negócio de fora, para a Ásia, mas entendi que ele tinha potencial de maturar um pouco mais e gerar um negócio melhor”, completou o presidente.

Antes da renovação com o Náutico, Júlio tinha contrato até o fim de 2023. Com a extensão até o término de 2024, porém, o atacante recebeu uma valorização salarial e um tempo maior no seu vínculo com o clube alvirrubro.

Júlio renova contrato com o Náutico
Foto: Divulgação/Náutico

Presidente do Náutico fala da evolução de Júlio fora de campo

Diógenes, inclusive, destacou a evolução de Júlio não apenas dentro de campo, mas também fora dele. O presidente do Náutico, inclusive, afirmou que o clube disponibilizou vários psicólogos para acompanhar o atleta, que se mostrou explosivo em algumas oportunidades – ante o Santa Cruz, por exemplo, fez gestos obscenos ao comemorar um dos gols. Na visão do mandatário, aliás, Júlio é ‘pura emoção’.

“Ele tem 50 psicólogos ao lado dele (disse em tom de brincadeira). Existe uma questão muito particular em relação a Júlio. O clube investiu muito nele como pessoa. Houve momentos em que ele, mesmo sendo da Região Metropolitana do Recife, foi alojado nos Aflitos, para que ele ficasse mais perto e a gente cuidasse dele. Ver Júlio virando jogador é muito gratificante para a gente. O nascimento das filhas dele fez uma diferença muito grande, ele gerou responsabilidade, foi o despertar”, falou Diógenes.

“A história de vida de Júlio é muito dura, mas a gente não abandonou. Esteve o tempo inteiro com ele. Houve alguns momentos que ele não estava dedicado ao futebol em si, mas a gente segurou. Uma frase que falei em relação a ele em 2020 foi: ‘olhe, ele pode até não chegar a ser um jogador, mas ele vai ser um cidadão’. Ver ele entrar em campo, com as filhas dele… Fico muito gratificado. Ele é muito explosivo, mas muito emotivo. É emoção pura. Às vezes a gente estende a mão para um atleta e externamente não se compreende o porquê. Muitas vezes não é só futebol”, completou o mandatário alvirrubro.

Com a camisa do Náutico, inclusive, Júlio disputou 32 partidas pelo profissional, tendo marcado seis gols até aqui. Fazendo um recorte da atual temporada, porém, os números são melhores: oito jogos e três tentos, sendo dois em um clássico contra o Santa Cruz.

Após cumprir suspensão contra o Afogados, Júlio deve retornar ao time titular do Náutico neste sábado, contra o Sport, às 20h30, nos Aflitos, pela nona rodada do Campeonato Pernambucano. Será o primeiro embate entre os rivais na temporada.

Júlio_Atacante_Náutico_Comemoração
Foto: Tiago Caldas/CNC

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados