conecte-se conosco
Bahia e Santos se reencontram pela Copa do Brasil após 22 anos. Bahia e Santos se reencontram pela Copa do Brasil após 22 anos.

BABahiaCopa do BrasilÚltimas

Bahia reencontra Santos na Copa do Brasil após 22 anos; veja histórico do confronto

Publicados

em

Tricolor baiano disputa a competição pela 32ª vez na sua história

Bahia e Santos duelam nesta quarta-feira (17), na Vila Belmiro, pelo jogo de ida oitavas da Copa do Brasil. Um encontro de muita história no futebol brasileiro, mas que só aconteceu outras duas vezes pela competição de mata-mata. Depois de 1998 e 2001, agora, 22 anos depois, as equipes se reencontram em confronto que tende a ser marcado pelo equilíbrio. E vale um desempate histórico.

Isso porque nas disputas anteriores cada time faturou uma classificação. Na primeira delas, também válida pelas oitavas, deu Peixe. Já na segunda, disputada pela segunda fase da Copa, o Esquadrão deu o troco e avançou com dois triunfos. No atual cenário, o confronto a volta está definida para o dia 31 de maio, em Salvador.

Vale lembrar que este será o primeiro jogo entre as equipes no novo formato de disputa da Copa do Brasil. Além de ser o segundo encontro na temporada de 2023. No primeiro deles, pelo Brasileiro da Série A, no mesmo palco desta quarta, deu Santos, por 3 x 0. Na oportunidade, Deivid Washington, Mendoza e Angelo garantiram o triunfo alvinegro.

Bahia x Santos: histórico na Copa do Brasil

Bahia e Santos escrevem nova página do confronto. Crédito: Felipe Oliveira/ECB

1998

Os confrontos entre Bahia e Santos nas oitavas de final desta edição foram recheados de bola na rede. Em Salvador, na Fonte Nova, um empate bastante disputado em 3 x 3. Ali, Marcos Assunção marcou três vezes para o Peixe, enquanto Branco, Róbson Luis e Marquinhas anotaram para os mandantes.

Na volta, uma vitória santista por 5 x 2. Müller, Argel e Viola, em três oportunidades, fizeram para o Alvinegro da Vila Belmiro. Róbson Luis, duas vezes, descontou para os baianos.

Time-base do Bahia no confronto: Jean; Mantena (Edmundo), Nenê, Fabão e Branco; Clebson, Marquinhos (Júnior), Souza (Zinho) e Róbson Luis; Everton Luiz e Uéslei.

2001

Sob o comando de Evaristo de Macedo, o Esquadrão mostrou a força de uma equipe organizada e forte ofensivamente. E deu o troco no Peixe. Com postulantes a ídolos em campo, como o meia Preto Casagrande e o atacante Nonato, o time baiano venceu lá e cá, provando a excelente temporada que fazia, tendo faturado Estadual e Nordestão.

No jogo de ida, na antiga Fonte Nova, o Tricolor venceu por 2 x 0, com gols de Nonato e Robson – o Robgol. Na volta, repetiu o placar e decretou o revés santista em plena Vila Belmiro. Alex Oliveira, duas vezes, garantiu o triunfo e a consequente classificação.

Time-base do Bahia no confronto: Émerson; Jefferson, Carlinhos Paulista, Jean Elias, Japinha; Preto Casagrande, Bebeto Campos, Capixaba (Claiton), Alex Oliveira; Robson e Nonato.

Caminhos de Bahia e Santos na atual edição

Esquadrão aplicou goleadas nas fases anteriores. Crédito: Rafael Machaddo/ECB

O Bahia, de início, deixou o Jacuipense pelo caminho com uma goleada por 4 x 1. Logo depois, despachou o Camboriú, fora de casa, pelo placar mínimo. Na terceira e mais recente fase, venceu o Volta Redonda duas vezes, com destaque para o 4 x 0 na Arena Fonte Nova.

Já o Santos eliminou o Ceilândia, fora de casa, na primeira fase. Em seguida, deixou para trás Iguatu-CE, também em jogo único, desta vez na Vila, e Botafogo-SP, em ida e volta. O time comandado por Odair Hellman buscar alcançar as quartas depois de bater na trave em 2021.

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados