conecte-se conosco
Retrô_x_Maranhão_Série D 2023 Retrô_x_Maranhão_Série D 2023

MAPESérie DÚltimas

Com dois a menos, Maranhão busca empate no fim, elimina Retrô nos pênaltis e se classifica às quartas de final da Série D

Foto: Divulgação/Retrô

Publicados

em

Maranhão marcou no último lance e forçou penalidades, onde avançou para o grupo dos oito melhores

O Maranhão está entre os oito melhores da Série D. Jogando na Arena de Pernambuco, o time via o Retrô vencer por 2 x 1 até os 53 do segundo tempo, mas buscou o empate nos últimos lances do jogo, forçando pênaltis. Nas penalidades, por sua vez, os maranhenses levaram a melhor: ganharam por 6 x 5. Guilherme Paraíba e Sandoval desperdiçaram as cobranças para o time pernambucano, enquanto Denilson perdeu para os visitantes.

No tempo normal, o Retrô saiu na frente com Giva, mas Maicon deixou tudo igual. A Fênix voltou a ficar em vantagem aos 45 do segundo tempo, com Fernandinho, mas Fernando empatou para o Maranhão no último lance. Nas penalidades, por sua vez, os visitantes levaram a melhor: 6 x 5. E classificação garantida. Na ida, diga-se, os times ficaram no 0 x 0.

A eliminação do Retrô na Série D impõe um desdobramento para outro pernambucano: o Santa Cruz. Isso porque, com o não acesso da Fênix, o Tricolor do Arruda não tem divisão nacional em 2024.

O jogo entre Retrô e Maranhão

A partida começou com a Fênix pressionando. E abrindo o placar logo aos sete minutos. Após cobrança de escanteio, Giva subiu mais alto do que todo mundo e testou para o fundo das redes: 1 x 0 para o Retrô.

O que era bom ficou ainda melhor aos nove, quando Vander fez falta forte em Luisinho e, após revisão no VAR, foi expulso pela arbitragem. O Maranhão, contudo, não se abateu. E buscou o empate aos 14. Jorge cobrou falta na segunda trave e Maicon, sozinho, apareceu para cabecear e deixar tudo igual.

Com o 1 x 1 no placar, o Retrô seguiu pressionando ainda mais. A equipe impôs um forte volume ofensivo, mas pecou na definição ou parou no goleiro Moises, do Maranhão, que fez boas intervenções.

Retrô_x_Maranhão_Série D 2023
Foto: Divulgação/Retrô

O Retrô começou o segundo tempo da mesma forma: pressionando pelo segundo gol. Logo aos três minutos, diga-se, Fernandinho acertou o travessão em cobrança de falta. Aos cinco, na sequência, João Victor cruzou com perigo, mas a zaga afastou.

O Retrô continuou tendo o domínio da partida, criando boas chances com Fernandinho e Radsley, mas sem conseguir fazer o segundo gol.

Aos 34, após dura falta de Cavi, ele tomou o segundo amarelo e foi expulso, deixando o Maranhão com dois jogos a menos. Aí, o que já era ataque contra defesa, se intensificou cada vez mais.

O Maranhão, contudo, ainda conseguiu arriscar de longe em uma finalização de fora da área. Jorge arriscou e o goleiro Jean mandou para escanteio.

O Retrô continuou pressionando e empurrando o Maranhão para o campo de defesa. E, após tanta pressão, o segundo gol saiu aos 45 da etapa final. Albano faz boa jogada pela esquerda e cruza na cabeça de Fernandinho, que cabeceia, a bola desvia na zaga adversária e entra: 2 x 1 para a Fênix.

O que parecia definido, no entanto, mudou de cenário. E o velho ditado voltou à tona novamente: “quem não faz, leva”. Isso porque, já nos acréscimos, Israel saiu cara a cara com o goleiro Moises, mas desperdiçou a chance.

Pouco depois, praticamente no último lance do jogo, o Maranhão aproveitou o erro do Retrô no meio-campo e empatou a partida. Fabrício recebeu sozinho e bateu por cima do goleiro Jean, empatando a partida e levando para os pênaltis.

Nas penalidades, por sua vez, deu Maranhão: 6 x 5 para os visitantes, que agora estão entre os oito melhores da competição.

FICHA DO JOGO

RETRÔ 2 (5)
Jean; Jean Raphael (Israel), Sandoval, Guilherme Paraíba e João Victor (Bruno Baio); Ratinho (Tailson), Alencar e Radsley; Luisinho (Albano), Fernandinho e Giva (Gelson). Técnico: Marcelo Martelotte

MARANHÃO 2 (6)
Moises; Fernando, Leone, Maicon e Fontes; Cavi, Ronald (Rafael Teixeira (Natan), Vander e Jorge (Denilson); Fabrício e Passira (Capote). Técnico: Zé Augusto

Local: Arena de Pernambuco, em São Lourenço (PE)
Árbitro:
 Alisson Sidnei Furtado (TO)
Assistentes: Fernando Gomes da Silva e Washington Souza Monteiro (ambos de TO)
VAR: Marco Aurélio Augusto (MG)
Público: 6.419
Renda: R$ 13.970,00
Gols: Giva (7’1T) e Fernandinho (45’2T) (RET); Maicon (14’1T) e Fernando (53’2T) (MAR)
Cartões amarelos: Ratinho e Radsley (RET); Leone (MAR)
Cartão vermelho: Vander e Cavi (MAR)

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados