Connect with us
Zé Welison - Corinthians x Fortaleza Zé Welison - Corinthians x Fortaleza

CECopa Sul-AmericanaFortalezaÚltimas

Podcast45 vê Fortaleza mais objetivo no empate com o Corinthians na semi da Sul-Americana e avalia lances polêmicos

Foto: Mateus Lotif/Fortaleza

Published

on

Primeira partida na briga por uma vaga na final terminou em 1 x 1

Na Neo Química Arena, na última terça-feira (26), o Fortaleza ficou no 1 x 1 com o Corinthians na partida de ida da semifinal da Copa Sul-Americana. Após o apito final, o Podcast45 avaliou que o Tricolor do Pici foi mais objetivo no confronto e comentaram sobre os lances polêmicos de possíveis pênaltis não assinalados pelo árbitro.

Thiago Minhoca apontou que o Leão do Pici mostrou mais objetividade na etapa inicial: “O Fortaleza foi melhor nos primeiros minutos. Era mais objetivo, sabia ter a bola, tinha jogada construída pela esquerda com Guilherme e pela direita com Marinho”.

Após o gol de empate, no entanto, afirmou que o time sofreu com a pressão ofensiva do adversário. E, na etapa complementar, voltou com outra postura:

“Deu para ver que no segundo tempo o Fortaleza entendeu o jogo que precisava fazer e correu pouquíssimos riscos. O Corinthians bateu cerca de 70% de posse de bola no segundo tempo e dava a sensação de que estava muito à vontade, mas em nenhum momento aconteceu”.

O desempenho apresentado pelo Fortaleza, na visão de Cassio Zirpoli, dá sinais de que o time pode avançar de fase mais uma vez e, desta vez, alcançar a decisão. Vale destacar que é a melhor campanha de um time nordestino na Sul-Americana só com a ida à semifinal.

“Havia, numa análise prévia do jogo, um sentimento, de boa parte de quem acompanha as equipes, de que o Fortaleza era um time melhor em peças e em organização tática. E eu acho que o jogo correspondeu com essa sensação”, avaliou.

“No primeiro tempo o Fortaleza foi um time bem mais inteligente do que o Corinthians. Quase todas as vezes que recuperou a bola conseguiu avançar para o campo ofensivo com objetividade. (…) No segundo tempo, o Fortaleza foi mais precavido, mas uma precaução que não é retranca. Foi um segundo tempo mais equilibrado, mas com menos defesas dos goleiros”, completou o jornalista.

Lances polêmicos

A partida ainda contou com polêmicas. Os lances de possíveis pênaltis sobre Marinho e Bruno Pacheco dividiram opinião entre os comentaristas.

Celso Ishigami e Fábio Hermano consideraram a jogada em cima de Bruno Pacheco como penalidade, enquanto a de Marinho não. Cassio Zirpoli, por outro lado, tem a visão inversa dos dois fatos.

“Os dois lances se há a marcação do pênalti pelo juiz, eu não contestava, e como não marcou, eu também não contesto. Porque eu acho que é um lance no limite da interpretação. (…) Eram passíveis de marcação, mas eu não vejo uma coisa escandalosa”, avaliou Thiago Minhoca.

Próximo jogo do Fortaleza

Antes do embate decisivo por uma vaga da final, o Fortaleza tem um compromisso na Série A, contra o Grêmio. A partida da 25° rodada acontece no sábado (30), às 16h.

O jogo da volta contra o Corinthians será na terça-feira (3), às 21h30, na Arena Castelão.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados