conecte-se conosco
Yuri Romão, Sport Yuri Romão, Sport

PESérie BSportÚltimas

Presidente do Sport explica relação do clube com empresário e acusa imprensa de receber dinheiro de gestões anteriores

Publicados

em

O mandatário Rubro-negro mostrou descontentamento quando a diretoria foi abordado pelo tema

A entrevista de apresentação do novo coordenador-técnico do Sport, Ricardo Drubscky, estava acontecendo de forma tranquila até a diretoria de futebol Rubro-negra ser questionada sobre a ligação do clube com o empresário Francis Melo. O presidente Yuri Romão, incomodado com o questionamento, pediu a palavra e fez questão de explicar a relação.

O empresário gerencia a carreira dos técnicos Enderson Moreira e Tiago Larghi (atualmente no Sub-20), e do próprio Ricardo Drubscky até 2015. Além disso, Francis representou o clube na SAIF EXPO (Saudi International Football Expo, em português Exposição Internacional de Futebol da Arábia Saudita), conferência organizada pela Ajwa Exhibitions, em Jeddah.

“Essas ilações, notadamente, têm um cunho muito pessoal. Todo mentiroso não acredita em nada que os outros dizem. Acha que outras pessoas são iguais a ele. Só consigo entender esse tipo de coisa como complexo de maldade, quando a pessoa enxerga maldade, sacanagem, aquilo que elas fazem, mas nos outros. Existem dentro da crônica esportiva pessoas que veem maldade em tudo no Sport, não sabe elas que aqui tem pessoas decentes”, iniciou.

“Podem dizer que sou incompetente, mas não sou e não vou admitir qualquer ilação com relação à sacanagem. Não sou perdulário, algumas pessoas dizendo que estou torrando dinheiro. Não preciso ir muito longe para provar. Não sou escroto. Essa questão do Francis Melo, se ele passar por mim não sei quem é. Se não me cumprimentar, não sei quem é”, seguiu.

“Partiu dele (Francis Melo) o convite. Num domingo me ligou e mandou mensagem pedindo para falar comigo. Eu sabia quem era por causa da contratação de Enderson Moreira. Ele falou que conhecia um general árabe, falou da feira que iria acontecer e convidou o Sport. Muito antes disso, eu já dizia que a gente precisa sair dos limites territoriais de Pernambuco. Não à toa já fomos jogar na Itália, Portugal, e quando surgiu a oportunidade, óbvio que a gente abraçou. E de graça, tudo de graça”, completou.

Diretoria de futebol do Sport - Foto: Pedro Maranhão/NE45
Diretoria de futebol do Sport – Foto: Pedro Maranhão/NE45

Na sequência, o mandatário Rubro-negro acusou, sem provas apresentadas até o momento, que em gestões passadas integrantes da imprensa pernambucana recebiam benefícios financeiros do clube, visando ter uma relação mais harmoniosa, evitando criticas.

“Antes da minha chegada, o Sport tinha R$ 20 milhões a pagar a empresários. O clube tinha a cultura de não pagar empresário. Agora começam a criar uma nova forma de afastar o empresário. Dizer que tem empresário mandando no clube, com esquema com diretor. Gente, vamos ter calma. Alguma coisa está errada”, enfatizou.

“Esse tipo de narrativa afasta o dirigente, ninguém está aqui para estar ouvindo esse tipo de baboseira, isso afasta empresário. Lá atrás, não só atletas, mas também empresários não queriam fazer negócio com o clube. Perdi Chrystian Barletta para o Ceará porque o empresário disse que para o Sport não ia. Foi para o Ceará, que nem pagou ainda”, continuou Yuri Romão.

“Quero que aponte qualquer sacanagem desta direção. Mas tenho recebido de vários de vocês da imprensa que recebiam de gestões anteriores. E o bandido sou eu? Vamos ter cuidado. Aqui não tem bandido. Estamos nos doando. Tudo o que vocês falam a torcida interpreta. Será que vale a pena continuar dessa forma? A gente querer salvador o Sport, o futebol pernambucano e vocês incentivando ilação. Se teve no passado, não interessa, mas nessa gestão, ouso a dizer me apresente qualquer esquema. Está na hora de dar um basta nisso”, finalizou o presidente.

SPORT: QUEM DEVE FICAR E QUEM DEVE SAIR DO ELENCO PARA 2024?

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados