conecte-se conosco
Toty - Santa Cruz Toty - Santa Cruz

PESanta CruzÚltimas

Reapresentado no Santa Cruz, lateral Toty destaca disputa do Pernambucano como uma “Copa do Mundo”

Publicados

em

Aos 32 anos, jogador retorna ao Santa Cruz para sua segunda passagem como uma das referências do elenco e destaca importância de Itamar Schülle para acerto

Primeiro contratado da nova gestão do Santa Cruz, o lateral Toty retornou ao Arruda após quatro temporadas com o papel de ser uma das referências técnicas do clube. Mais experiente, o jogador destacou a importância do Pernambucano 2024, ao qual atribuiu a importância de uma Copa do Mundo.

“Para nós, o Pernambucano vai ser uma Copa do Mundo. Um tiro curto em que a gente sabe que não temos tempo para pensar a longo prazo, mas temos que entrar com o objetivo de conquistar o Campeonato, porque é a única competição que o Santa Cruz vai disputar. É um peso muito grande. A gente sabe do que precisa fazer e não é à toa que o professor Itamar (Schülle), junto com a comissão, a diretoria e a presidência tem pontuado as contratações necessárias, pois sabe que que a competição vai ser muito difícil. Temos que entrar com esse pensamento para conseguir um calendário para 2025”, apontou o lateral tricolor.

Velho conhecido do técnico Itamar Schülle, com quem jogou no próprio Santa Cruz em 2020, o lateral direito foi vice-campeão pernambucano, quando perdeu o título para o Salgueiro nos pênaltis. Dessa forma, o ala citou que seu objetivo é vencer com a camisa coral e ajudar o clube a voltar ao caminho das taças.

“Não estou aqui para passear. Não estou aqui para aproveitar férias. Eu vim aqui para vencer. Esse é o meu objetivo e não só meu, mas de todo o elenco que tá sendo montado, que está com esse pensamento. Sempre com muito trabalho, com muito humildade, com pés no chão para poder reconstruir o Santa Cruz novamente. É um time multi-campeão, que foi acostumado com a Série A e disputar títulos nacionais. Estar em uma situação como essa incomoda o torcedor e me incomoda como atleta, pois eu sou daqui do estado e ver o Santa Cruz nessa situação, me dá a sensação de que preciso fazer alguma coisa. Essa oportunidade nos foi dada para mais uma vez estamos aqui e batalharmos juntos”, explicou.

Um recomeço a dois

Questionado sobre seu retorno ao Santa Cruz, Toty apontou que o acerto com a Cobra Coral foi motivada por duas causas principais: a primeira, voltar a trabalhar com Itamar Schülle; e a segunda, participar do processo de reconstrução coral.

“Eu tenho uma palavra comigo, que é bíblico, que diz: ‘Quero trazer à memória aquilo que me dá esperança”. Vir para o Santa Cruz, para mim, é uma retomada de esperança e de gratidão por tudo que o clube fez por mim em 2020 e por todos os momentos de alegrias que eu passei. Infelizmente, tiveram algumas tristezas, alguns objetivos que não foram alcançados”, salientou.

“Esse ano – que eu sei que será muito difícil – me perguntaram qual é o motivo de eu vir para cá sabendo da situação que o clube e eu disse: ‘eu que quero estar lá’. Quero fazer parte desse recomeço. Foi uma situação que me apareceu e eu acredito que tudo tem um propósito. É a chegada do professor Itamar, que vem em um contexto diferente, depois de estar acertado com um time do Paraná. A vinda dele para cá influenciou muito na minha vontade de voltar”, finalizou.

Números, estatísticas e mais sobre o futebol nordestino: Confira as últimas do Blog de Cassio Zirpoli

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados