Connect with us
Náutico-Sede-TiagoCaldas (2) Náutico-Sede-TiagoCaldas (2)

NáuticoPESérie CÚltimas

Grupo de Conselheiros do Náutico defende “intervenção” na gestão e sugere até afastamentos do presidente e da vice

Foto: Tiago Caldas/CNC

Published

on

Timbu vive problemas dentro e fora de campo na temporada

O Náutico vive uma crise que vai além das quatro linhas. Se dentro de campo o time tem apenas oito pontos e é o 14º lugar da Série C, fora do gramado os bastidores do clube estão fervendo. Inclusive com grupo de conselheiros formado por alguns ex-presidentes e diretores defendendo uma intervenção na gestão e até mesmo os afastamentos do presidente Bruno Becker e da vice Tatiana Roma.

A reportagem do NE45 teve acesso a diálogos em que membros de um grupo do Conselho, insatisfeitos com atitudes da gestão, debatem possíveis ações a serem tomadas no restante da temporada.

Uma das medidas defendida por este grupo seria a destituição de todo o departamento de futebol atual para a entrada de outros diretores abnegados, inclusive com sugestões de ex-dirigentes que tiveram cargos no Timbu em outras gestões.

A maioria dos membros deste grupo já vinha pressionando o presidente Bruno Becker a colocar outro diretor abnegado na pasta. Eles também não concordaram com a contratação de Betão para o cargo de diretor técnico – sobretudo por entenderem que o valor pago ao dirigente é alto.

Em outro diálogo, um dos membros sugere que o melhor caminho é pedir o afastamento do presidente Bruno Becker e da vice Tatiana Roma sob alegação de “gestão temerária”.

Membros do grupo também criticaram a gestão do presidente Bruno Becker pelo fato de ter perdido o apoio de lideranças que o apoiaram nas eleições e também por algumas saídas de diretores de diferentes áreas.

“Eu fico impressionado com a falta de habilidade e das decisões estapafúrdias do senhor presidente do Náutico. O clube precisa de uma intervenção branca”, disse um conselheiro.

A “intervenção branca” citada pelo conselheiro seria manter o presidente Bruno Becker no cargo, mas com outras pessoas tomando decisões.

Náutico-Sede-TiagoCaldas (2)
Foto: Tiago Caldas/CNC

Um outro diálogo aponta que, caso o presidente Bruno Becker rechace as sugestões dadas pelos conselheiros, o Deliberativo deveria emitir uma nota e informar para a torcida a recusa do mandatário alvirrubro.

Os conselheiros pedem que mudanças urgentes aconteçam, inclusive consultando o estatuto para “tomar alguma atitude pacífica com o executivo”. O entendimento é de que o órgão tem responsabilidade de intervir em momentos de crise.

Outro membro do Conselho chegou a citar de que o estatuto do clube permite apenas duas mudanças de treinador por ano e que isso já poderia ser um motivo de questionamento da gestão. No entanto, apesar de estar no terceiro técnico em 2024, foram duas trocas e está no limite permitido.

Bruno Becker foi eleito com o apoio de diferentes grupos políticos, mas em seis meses de gestão já perdeu aliados.

Os bastidores do clube efervesceram nas últimas semanas, o que gerou rompimentos e, consequentemente, divisões. O ex-técnico alvirrubro Mazola Júnior chegou a citar que no clube existem “facções políticas”.

Em meio ao turbilhão, o Náutico tenta blindar o campo e voltar a vencer na temporada. O time joga na segunda-feira (24), diante da Aparecidense, às 20h, fora de casa, pela 10ª rodada da Série C. O Timbu tem apenas oito pontos e é o 14º.

1 Comment

1 Comment

  1. Wellington Marques

    20 de junho de 2024 at 15:03

    Tem que tirar esse presidente e todos que ele contratou e nomeou, foram um verdadeiro fiasco,fora bruno Beck, os cardeais e verdadeiros alvirubros têm que agir rápido antes que o timba caia p quarta divisão.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados