conecte-se conosco

João de Andrade NetoNáuticoPESérie B

Hélio dos Anjos e a importante virada de chave do Náutico

Publicados

em

A contratação do técnico Hélio dos Anjos pelo Náutico para o restante da Série B é uma importante virada de chave dentro do clube. O reconhecimento de quem faz o futebol alvirrubro (mesmo que tardio) de que o objetivo definitivamente é outro. A meta é evitar um novo e desastroso rebaixamento para a Série C. E se Gilson Kleina foi contratado com um pensamento de quem poderia ainda fazer o Náutico jogar de forma ofensiva, buscando o acesso à Série A, Hélio chega por ter justamente um perfil diferente. 

Experiente e motivador, o veterano treinador sabe que não pode dar o passo maior que a perna. Que é preciso reconhecer as limitações atuais do elenco. Se defender primeiro para depois atacar. Somar pontos da maneira que der para somar. Reconquistar a autoestima de um elenco hoje combalido. E não fazer experiências no time. Colocar em campo os melhores e quem pode aguentar a pressão de tirar o Náutico do rebaixamento. Hélio sabe trabalhar com grupos cascudos.

Apesar do seu vasto currículo de títulos e acessos, o treinador traz na bagagem como principal trunfo para sua missão no Náutico o feito que obteve no Goiás, em 2017, quando assumiu o time na 25ª rodada, também na zona de rebaixamento, e conseguiu evitar o rebaixamento à Série C com um aproveitamento de 48% dos pontos. Percentual, que se repetido, levará o Timbu aos 45 pontos e uma margem segura para a permanência. Em 2017, o Goiás terminou a Série B em 14º lugar, posição que se for repetida este ano será motivo de comemoração pelos alvirrubros. 

E assim como este Náutico, o discurso inicial do Goiás há três anos era de acesso. De que clube tinha um elenco capaz de algo muito maior do que apenas fugir das quatro últimas posições. Foi preciso colocar os pés no chão, com Hélio, mudar a filosofia e cair na realidade para não acontecer o pior.

Agora, já dá para acreditar em um Náutico diferente contra o CRB, no próximo sábado. Pelo menos no espírito. Se será o suficiente para vencer o jogo, é algo impossível dizer. Mas imagino ver um time em campo pelo menos vivo, e que não aceite a derrota antes mesmo do apito inicial como vinha ocorrendo. Com apenas dois dias de treinamento, é na parte emocional que Hélio deve focar antes da sua estreia. Algo que faz muito bem.

Longe de ser uma unanimidade (dificilmente algum treinador seria a essa altura), o simples anúncio de Hélio dos Anjos devolveu ao Náutico o direito de ter esperança na permanência na Série B em 2021. O que, se concretizado, já pode ser considerado um novo acesso. Sentimento que ganhará ainda mais força em caso de resultado positivo em Maceió. Caso isso aconteça, e com os possíveis reforços que virão (o goleiro Anderson, ex-Santa Cruz, já é uma excelente contratação) a chave passa a girar mais um pouquinho.

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados