conecte-se conosco

MASérie BÚltimas

Em baixa, Sampaio Corrêa aposta em folga para se recuperar na Série B

Após maratona de 15 jogos em 43, Bolívia terá dez dias sem partidas para descansar, treinar e recuperar atletas fora

Foto: Lucas Almeida/ Sampaio Corrêa

Publicados

em

O momento do Sampaio Corrêa é de baixa. Após plena ascensão, quando chegou ao terceiro lugar na Série B, a Bolívia caiu de rendimento e igualou a marca de quando foi lanterna da competição. Nesta reta final da Segundona, porém, para tentar retomar o alto nível apresentado, a equipe maranhense se apega ao breve período de folga de jogos entre o fim de 2020 e começo de 2021.

VEJA MAIS: Confira aqui outras notícias do futebol maranhense

Isso porque as últimas semanas foram intensas para o Sampaio. Em 43 dias, até a derrota para o Guarani, a Bolívia havia disputado 15 partidas, numa sequência superior aos demais times, já que, neste intervalo, houve dois jogos atrasados da equipe maranhense. 

Maratona sentida 

O Sampaio sentiu o desgaste na reta final desta sequência. Nos últimos cinco jogos da Série B, fez apenas um ponto. Além disso, em dado momento oscilou entre seis a oito desfalques de titulares no departamento médico.

Descanso e ajustes 

Do duelo diante do Bugre, na última quarta, até a partida contra o CSA, neste sábado, serão dez dias de hiato, período inédito sem jogos para o técnico Léo Condé na Série B com o elenco à disposição (sem problemas por Covid-19), onde poderá descansar e promover os ajustes na equipe. 

“Vamos pegar esses dias para tentar acertar e, na volta, fazer de tudo para brigar lá em cima ainda”, disse o atacante Caio Dantas ao SporTv.

Possíveis retornos 

Além disso, ainda com importantes jogadores entregues ao departamento médico, o treinador vive expectativa por retornos para encorpar novamente o time de olho no confronto diante do Azulão.

No momento, são cinco jogadores fora, dos quais quatro devem voltar: Flávio Boaventura é presença praticamente certa, já Marlon, André Luís e Pimentinha têm chances de também serem opções. Ferreira, por sua vez, ainda tende a seguir ausente. 

“Estamos disputando um campeonato muito equilibrado, em que esse tipo de oscilação é normal. Acredito nessa equipe, que já deu provas da sua capacidade, e, ao contrário do que muito tem se falado por aí, não tem ninguém acomodado com situação nenhuma”, disse o presidente do Sampaio, Sérgio Frota, ao site oficial do clube, no início da semana passada.

Cenário do campeonato

VEJA MAIS: Confira a classificação e os próximos jogos da Série B

Restando oito partidas, o Sampaio Corrêa está em 8º lugar, com 45 pontos, quatro abaixo do primeiro time do G4, o Juventude. O duelo deste final de semana, aliás, é um confronto direto, já que o CSA está em 5º, com 48.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending