conecte-se conosco

EstaduaisPBÚltimas

Campinense encerra parceria e projeta pré-temporada para fevereiro

Foto: Samy Oliveira / Campinense

Publicados

em

Após tomar posse na última semana de 2020, o novo presidente do Campinense, Phelipe Cordeiro, começa a traçar as primeiras definições com relação ao futebol do clube para a temporada 2021. E o passo inicial foi o fim da parceria com a FDA Sports, que administrou o departamento entre agosto e dezembro, sem muito sucesso. O rubro-negro foi eliminado ainda na primeira fase da Série D, com uma rodada de antecedência.

Segundo Phelipe Cordeiro, o contrato com a FDA Sports previa seu término em caso da troca do comando do clube. No início de dezembro, o então presidente Paulo Gervany, que assinou o contrato, pediu renúncia do cargo. 

Leia mais sobre o futebol paraibano

“Foi o fim da parceria. Foi analisado de maneira colegiada junto ao Conselho Deliberativo a questão do contrato e existia uma cláusula que ele seria encerrado junto do mandato do ex-presidente. Então logo que houve a renúncia, o contrato ficou sem efeito e foi encerrado. E não houve vontade, nem do Conselho, nem da própria FDA Sports de renovar a parceria”, explicou o atual mandatário da Raposa.

Agora, o próximo passo será o início da montagem do elenco. Em 2021, o Campinense irá disputar a Copa do Brasil e a Série D do Campeonato Brasileiro, além do Campeonato Paraibano, que após ter sido dado como cancelado, deve ter seu início na primeira quinzena de março.

Segundo Phelipe Cordeiro, a ideia da diretoria é anunciar o nome do novo treinador nos próximos dias e iniciar a pré-temporada no início de fevereiro. “Como nós já sabíamos que existia a possibilidade da não renovação do contrato com a FDA Sports, nós criamos um planejamento, sempre de maneira ética e responsável. O dia hoje (sexta-feira, 8) foi muito intenso, de muitas conversas e estamos avançando. A nossa ideia é iniciar a pré-temporada na primeira semana de fevereiro”, concluiu o presidente.

Trending