conecte-se conosco

NáuticoPEÚltimas

Diferença de R$ 10 mil separa Náutico de um acerto com Derley

Foto: André Nery/Náutico

Publicados

em

Uma diferença de R$ 10 mil separa uma possível contratação do volante Derley pelo Náutico. Com as duas partes negociando desde o último fim de semana, o impasse se resume ao salário do jogador, com as duas partes, à princípio, irredutíveis. Segundo apuração do NE45, a diretoria alvirrubra aceita pagar no máximo R$ 30 mil ao jogador, de 35 anos. O atleta, por sua vez, está pedindo R$ 40 mil por mês e não pensa em reduzir a proposta. 

Derley está no mercado após disputar as três últimas temporadas pelo Fortaleza, onde recebia, segundo informações de bastidores, um salário de aproximadamente R$ 80 mil. Para o setor, o Náutico já conta no elenco com Rhaldney, Djavan (titulares com o técnico Hélio dos Anjos na Série B do ano passado), além de Matheus Trindade, que renovou contrato a pedido do treinador. 

Para completar, o clube ainda “repatriou” o prata da casa Luiz Henrique, que também faz a função de volante. Por isso, o entendimento na cúpula alvirrubra é de que não há carência no setor, e que por isso a contratação de Derley só seria concretizada caso haja uma oportunidade de mercado. O que, com a pedida do jogador, não é o caso.

Na última terça-feira, em entrevista ao NE45, Derley afirmou o desejo de voltar a atuar pelo Náutico e tratou um possível retorno como “volta para casa”. O jogador é casado com uma pernambucana e tem residência fixa no Recife há 10 anos. Essa seria a quarta passagem do volante pelo Timbu. Ao todo foram seis temporadas pelo clube (a última em 2013), somando 158 partidas e 19 gols marcados.

Derley deve chegar ao Recife na próxima semana, quando possivelmente ocorrerá uma nova (e decisiva) rodada de negociações com a diretoria do Náutico. Mas internamente no clube a sensação é de que as conversas esfriaram.

Trending