conecte-se conosco

BABaianoÚltimasVitória

Vitória: Chagas vê arbitragem como fundamental para derrota no BA

Avatar

Publicados

em

O revés do Vitória para a Jacuipense por 2 a 1, no Barradão, complicou bastante as chances da equipe de se classificar para as semifinais do Campeonato Baiano. Tendo feito um jogo ruim, muito por conta dos desfalques da equipe, o Leão se viu ainda mais contra a parede após a expulsão do atacante Samuel, que atingiu o zagueiro adversário. Para o técnico rubro-negro, Rodrigo Chagas, o cartão vermelho dado pelo árbitro foi fundamental para que a derrota acontecesse.

“Acho que de fundamental foi a expulsão, no meu modo de ver. Além das mudanças que tivemos que fazer em alguns momentos, a expulsão foi determinante. Até porque o adversário chegou no primeiro tempo somente em erros nossos, principalmente na construção de jogadas, onde proporcionamos isso ao adversário. E acho que a arbitragem foi de fundamental importância para o resultado, porque poderia ter expulsado os dois jogadores, que se agrediram, e ele expulsou somente o Samuel”, disse o comandante do Vitória.

A equipe leonina perdeu para a partida os volantes Gabriel Bispo e Fernando Neto, o goleiro Ronaldo e o atacante David por covid-19. Quatro desfalques importantes, do time titular, e isso fez com que a equipe ficasse mais modificada ainda. Diante dessa situação, Rodrigo Chagas se viu obrigado a fazer mudanças que não faziam parte dos seus planos, até com jogadores que não estão 100% fisicamente. Mais um ponto que atrapalhou o Vitória no duelo, de acordo com ele.

“Os casos de covid foram ruins. Vários atletas tiveram suspeitas e ficaram de fora, e é impossível não afetar o processo. É engraçado que esse jogo foi adiado pelo fato dos atletas da Jacuipense estarem com covid há um tempo atrás, e agora nos pegou nesse momento. Uma situação contrária, com nós estamos com o processo da covid na nossa equipe e isso atrapalhou bastante. Alguns atletas que não vinham jogando tiveram que entrar, como o caso do Wesley”, encerrou.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending