conecte-se conosco
Wagner Lopes, técnico do Vitória Wagner Lopes, técnico do Vitória

BASérie BÚltimasVitória

Técnico cita falhas do ataque do Vitória, elogia luta do elenco, mas diz: ‘Muita gente vai perder espaço’

Foto: Pietro Carpi/EC Vitória

Publicados

em

O Vitória empatou com o Coritiba no Barradão, em um jogo onde a equipe fez um primeiro tempo muito apagado, mas cresceu na etapa final. Só que a equipe segue na zona de rebaixamento, com 25 pontos, e tem o terceiro pior ataque da competição, com apenas 18 gols marcados em 25 jogos. Com isso, tentando solucionar esses problemas, o técnico Wagner Lopes mudou cinco peças em relação ao último jogo, diante do Brusque. Assim, com várias trocas, o comandante deixou claro que, com as diversas mudanças em busca de rendimento, “muita gente vai perder espaço”.

“Essa é a questão-chave. Papo reto, a gente vem dando oportunidades para vários atletas. Mas entra um e sai outro, e a gente continua com a mesma ineficiência. Então a gente vai procurar outras soluções, na base, dentro do elenco, contratações. A gente tem atletas chegando, e a gente vai oportunizar. Porque não adianta você fazer as mesmas coisas e achar que o resultado vai ser diferente. De uma hora para outra, que o cara vai começar a render o que não está rendendo. Então a gente vai dar oportunidade, e muita gente vai perder o espaço. Essa é a realidade”, afirmou o treinador do Vitória.

Por outro lado, Wagner Lopes também exaltou o comprometimento do elenco rubro-negro diante das adversidades enfrentadas. Segundo o comandante, os jogadores têm sido “guerreiros”, mantendo-se unidos em torno do objetivo de salvar o Vitória do rebaixamento. Situação da qual ele mantém a convicção de que irá conseguir.

“A gente não exterioriza os nossos problemas. Mas sabemos da honradez que nossos jogadores têm. E eles têm dado a vida pelo Vitória. Só que a gente está em busca de soluções internas, que a gente não exterioriza. Os nossos jogadores estão sendo muito guerreiros, mediante a grandeza dos problemas que nós temos. Então está todo mundo buscando fazer o melhor, dando tudo que pode. Mas os problemas são grandes e estamos tentando superar isso na parceria, na camaradagem, na amizade. Isso aqui é uma família, todo mundo dando a vida pelo clube. Então eu tenho muita convicção que nós vamos sair da zona de rebaixamento na hora certa, para não voltar mais”, concluiu.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending