conecte-se conosco

NáuticoPESérie BÚltimas

Vendo evolução do Náutico, interino relata dedo de Hélio dos Anjos no jogo contra o Remo

Tiago Caldas/CNC

Publicados

em

Hélio dos Anjos não conseguiu ver uma vitória do Náutico nesta sexta-feira. Contratado ontem para retornar à equipe após pouco mais de um mês, o ‘novo-velho’ comandante esteve em Belém assistindo o jogo contra o Clube do Remo, mas quem esteve à beira do gramado na derrota por 1 a 0 foi o auxiliar Marcelo Rocha. Na leitura do interino, o Alvirrubro apresentou evolução na partida e revelou já ver influência de Hélio no time.

“O Hélio já vinha participando, porque, mesmo antes dele acertar com o clube, eu vinha conversando com ele sobre a forma da gente jogar, como a gente podia fazer aqui. Durante o jogo ele conversou muito com o Dudu (Capixaba, auxiliar técnico), passando orientações”, afirmou, Marcelo, mas deixando claro que o time não foi treinado por Hélio.

“Nó fizemos as nossas também. Temos pensamentos muito parecidos. Ele teve uma participação ativa no jogo. Agora, vamos torcer para que na terça-feira ele já possa comandar o time dentro de campo e começarmos uma vida nova no Náutico”.

Nesse cenário, Marcelo afirmou ver um time em evolução, em relação ao que fez os últimos jogos , ainda sob comando de Marcelo Chamusca. “Nós realmente tivemos uma melhora na competitividade, os jogadores buscaram o tempo todo, só fomos infelizes em tomar o gol no final. Os jogadores se desgastaram muito e terminamos o jogo com um a menos, infelizmente”.

Nisso, o auxiliar mostrou confiança que o novo treinador possa ajustar o time já para o jogo desta terça-feira, contra o CRB, que, justamente, marca o retorno da torcida alvirrubra às arquibancadas. “Agora Hélio terá esses dias para fazer treinos táticos. Os atletas já conhecem a forma de ele trabalhar e, diante do CRB, vamos entrar com um time forte”

Na análise geral do jogo, Marcelo também mostrou uma leitura otimista. “Acho que nós tivemos um resgate. Competimos bem no jogo. Fizemos um jogo bom. Acho que acima dos jogos que a gente vinha fazendo. Agora, não tivemos o resgate do resultado. Como o Hélio falou para os jogadores dentro do vestiário: tivemos muita coisa boa, podemos melhorar. Nós tivemos uma melhora na competitividade. Os jogadores buscaram o tempo todo”.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Trending