conecte-se conosco
Lance do jogo entre ABC e América-RN, final do Campeonato Potiguar de 2022 Lance do jogo entre ABC e América-RN, final do Campeonato Potiguar de 2022

PotiguarRNÚltimas

Seis gols, viradas e pênaltis: ABC bate América-RN e leva 57º título do Potiguar

Rennê Carvalho/ABC FC

Publicados

em

O Rio Grande do Norte tem um novo campeão. Nesta quarta-feira, o ABC venceu o Clássico Rei contra o América-RN e conquistou sua 57ª taça do Campeonato Potiguar. O título veio após empate em 2×2 no jogo de ida e uma vitória emocionante por 4×2 na volta, no Frasqueirão.

O título veio com grande emoção. No 1º tempo, o Alvinegro dominou os minutos iniciais, mas encontrou um Alvirrubro fechado na defesa. Mas o ABC saiu na frente aos 28, com golaço olímpico de Wallyson. Crescendo no fim, o América-RN buscou o empate com Elvinho.

No 2º tempo, Felipinho fez pênalti – o segundo do lateral do ABC na final. Com isso, Wallace Pernambucano virou. Mas, pouco depois, o mesmo Felipinho sofreu um pênalti e Wallyson empatou. E, na sequência, Jefinho cabeceou após cobrança de escanteio para virar.

No fim do jogo, ainda daria tempo para Fábio Lima aproveitar um contra-ataque abecedista para fechar o placar a definir o 57º título do, agora mais do que nunca, Maior Campeão do Mundo.

Como fica?

Para além da honra de levantar mais uma taça do Potiguar, o título valeu a vaga direta para a fase de Grupos da Copa do Nordeste para o ABC.

O América-RN, por sua vez, vai ter que encarar a fase preliminar do campeonato, que também terá equipes tradicionais como Vitória, Santa Cruz, CSA, Confiança, Altos, Ferroviário e Treze.

As duas equipes também estão classificadas à Copa do Brasil de 2023. Para o América-RN, inclusive, este será o retorno à copa nacional, após não participar do torneio nesta temporada, quando ABC e Globo foram os representantes potiguares.

Agora, os dois rivais voltam o foco para a disputa do Campeonato Brasileiro. Na 2ª rodada da Série C, o ABC visita o Ferroviário às 17h deste sábado, em Juazeiro do Norte. Para o América-RN, o próximo jogo será às 15h do domingo, na estreia alvirrubra na Série D, contra o Sousa.

ABC x América-RN

1º tempo: ABC sai na frente, América sofre, mas empata no fim

O Clássico Rei começou com um domínio ofensivo do Elefante, que tinha facilidade para recuperar a bola no meio de campo e se aproximar da área do América-RN, que trabalhava uma boa marcação na última linha para anular as subidas alvinegras.

Com essa postura do Dragão, o ABC não aproveitou a pressão inicial. Assim, o time precisou de alternativas e resolveu na bola parada. Aos 27, Wallyson cobrou escanteio da esquerda, a bola desviou de leve na zaga vermelha, tocou na 2ª trave e morreu no gol olímpico do alvinegro.

Enquanto isso, o América-RN crescia no jogo e encontrava a sua marcação desde a faixa central do campo. Com isso, o time tomou a posse de bola e passou a concentrar o jogo mais longe da sua meta. Ainda assim, o Dragão seguia com dificuldade para pressionar no ataque.

Isso só mudou depois dos 40, quando o América-RN descobriu o caminho para o ataque. Nisso a 1ª finalização alvirrubra veio aos 41, com Wallace Pernambucano. E logo no minuto seguinte, Elvinho recebeu na esquerda e bateu colocado, na saída de Pedro Paulo, para empatar o jogo.

2º tempo: América busca a virada, mas ABC cresce e empata

Se o América-RN terminou melhor na 1ª etapa, o time também voltou melhor para os últimos 45 minutos da decisão. Pressionando no ataque, o Mecão ganhou presença de área. E assim veio a virada, quando, aos 10, Felipinho tocou com a mão na bola e o VAR indicou o pênalti.

Na cobrança do penal, o Tanque deslocou Pedro Paulo e virou. Mas, o ABC voltou a subir a pressão e sufocar o Dragão na defesa. E, aos 23, a presença de área rendeu mais um pênalti envolvendo Felipinho. Mas, dessa vez, o lateral foi derrubado e o ídolo alvinegro repetiu o que o ídolo alvirrubro tinha acabado de fazer, batendo no cantinho para converter o pênalti.

E se o gol de empate veio repetindo um enredo, a virada não seria diferente. Aos 29, assim como no 1º gol, Wallyson bateu escanteio e contou com um desvio no zagueiro vermelho Lucas Rex para o gol. Mas, dessa vez, o tento não foi olímpico, mas saiu da cabeçada de Jefinho.

Depois da virada, os jogo ficou aberto, com um América-RN partindo para cima, contra um ABC intenso nas respostas. E isso foi muito melhor para os mandantes.

Aos 40, o time quase ampliou, com Fábio Lima parando primeiro em defesa de Piassola com o pé e, logo depois, no travessão. Depois, aos 45, não tinha o que fazer, Fábio Lima aproveitou o cruzamento de Kelvin da direita para empurrar para o gol e confirmar o título.

Ficha do jogo

ABC (4)
Matheus Nogueira; Richardson, Ícaro, Eduardo e Felipinho; Raphael (Jefinho), Kelvin (Daniel Porozo) e Erick Varão; Marquinhos, Fábio Lima (William) e Wallyson. Técnico: Fernando Marchiori.

América-RN (2)
Bruno Pianissola; Felipinho (Luiz Henrique), Jean Pierre, Lucas Rex e Felipe Cruz (Leozinho); Juninho, Araújo e Elvinho (Mayco Félix); William Marcílio (Téssio), Bebeto e Wallace Pernambucano (Zé Eduardo). Técnico: Leandro Sena.

Local do jogo: Estádio Maria Lamas Farache (Frasqueirão), em Natal-RN
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (Fifa-RS) e Marcelo Van Gasse (SP)
Gol: Wallyson (olímpico – 28’/1ºT | ABC), Elvinho (42’/1ºT | AME), Wallace Pernambucano (pênalti – 13’/2ºT | AME), Wallyson (pênalti – 24’/2ºT | ABC), Jefinho (29’/2ºT | ABC), Fábio Lima (45’/2ºT | ABC)
Cartões amarelos: Felipinho, Kelvin (ABC), Samuel Pires e Mayco Félix (AME)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Trending