conecte-se conosco
Atacante Ariel, do Santa Cruz, em jogo contra o ASA de Arapiraca Atacante Ariel, do Santa Cruz, em jogo contra o ASA de Arapiraca

PESanta CruzSérie DÚltimas

Após lesão de Ariel, Santa Cruz estuda voltar ao mercado por atacante

Rafael Melo/SCFC

Publicados

em

O atacante Ariel precisou de apenas 12 minutos com a camisa do Santa Cruz para se tornar um desfalque para o Tricolor. Em sua estreia na Série D, o avançado fraturou a tíbia da perna esquerda e deve passar quatro meses afastado. Sem o avançado, o Tricolor pode voltar ao mercado em busca de uma peça de resposição.

Segundo o executivo de futebol do Santa Cruz, Marcelo Segurado, a contratação de Ariel gerou bastante confiança na direção coral. “Acreditamos no trabalho do Ariel, assim como ele também acredita no Santa Cruz. Ele é o único desses jogadores que tem um contrato mais extenso, até o Pernambucano do ano que vem, com renovação garantida com o acesso”.

Mas, com essa previsão de quatro meses de afastamento, Ariel não deve ser opção para o Santa Cruz na 1ª fase da Série D ou, sequer, nas duas primeiras fases de mata-mata. Caso fique à disposição do treinador com exatos quatro meses após a lesão, Ariel só poderia atuar a partir do jogo de volta das quartas de final da Série D, ou seja, no jogo decisivo do acesso.

Um novo atacante para o Santa Cruz?

Sem Ariel, o Santa Cruz perde uma opção para o setor ofensivo e fica com um nome a menos para atuar como atacante de beirada em relação ao seu planejamento para esta temporada. Com isso, o clube pode voltar ao mercado em busca de um reforço, mas isso vai depender da questão financeira.

“Vamos avaliar a questão financeira, se existe a possibilidade de trazer mais um atleta com essa características. Dentro do que a gente havia dito antes, encerradas as contratações, mas é um caso que requer um pouco mais de cuidado, de observação”.

Uma forma de viabilizar a contratação, segundo Segurado, seria buscar um empréstimo sem custos para o Santa Cruz. “Eu já tenho contatos, já vinha fazendo contatos com outros clubes. Tem uma dificuldade de orçamento, a torcida é consciente disso. A nossa dificuldade de orçamento é perceptível”.

Esse modelo, inclusive, já permitiu a chegada de Fabrício, do Palmeiras. Coincidentemente, o jogador também é um atacante de beirada.

“Ele tem as mesmas características do Ariel. Não tem, talvez, a experiência, mas tem as características. E, inclusive, com o Palmeiras arcando com todo custo desse jogador. Com salários que nós não teríamos condições de trazer com o salário que ele recebe no Palmeiras. Eu vou em busca de outras parcerias, com outros clubes que eu tenho bom relacionamento”.

Leia toda a fala de Marcelo Segurado sobre Ariel

“Eu tenho certeza que, pela dedicação que o departamento médico está tendo e pela própria determinação dele, se Deus quiser, a gente vai passar de fase e, no momento certo, ele vai estar com a gente aqui”.

“Eu já tenho contatos, já vinha fazendo contatos com outros clubes. Tem uma dificuldade de orçamento, a torcida é consciente disso. A nossa dificuldade de orçamento é perceptível”

“Então, a gente está andando em cima desse trilho para que não possa cometer nenhum dos erros de contratação de 45, 46 jogadores, como já foi feito aqui, de trocas de cinco, seis treinadores. Isso não resolve, ficou provado no ano passado. O que resolve é a sequência, o trabalho, a manutenção de um grupo, de uma metodologia”.

“Na mesma semana (que trouxe o Ariel), eu tive um contato com o Palmeiras, que nos cedeu o Fabrício. Ele tem as mesmas características do Ariel. Não tem, talvez, a experiência, mas tem as características”.

“E, inclusive, com o Palmeiras arcando com todo custo desse jogador. Com salários que nós não teríamos condições de trazer com o salário que ele recebe no Palmeiras. Eu vou em busca de outras parcerias, com outros clubes que eu tenho bom relacionamento”.

“Iremos conversar, como fazemos diariamente. Temos reuniões, conversas entre eu, treinador, a direção, com Rogério Guedes, com o presidente. Nós temos um modelo, uma forma de trabalho integrado, sabendo das condições”.

“Vamos avaliar a questão financeira, se existe a possibilidade de trazer mais um atleta com essa características. Dentro do que a gente havia dito antes, encerradas as contratações, mas é um caso que requer um pouco mais de cuidado, de observação”.

“Se tivermos alguma sinalização no sentido de podermos fazer mais alguma (contratação), com o clube pagando, a gente vai ao mercado”.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Trending