conecte-se conosco
Jogador Fabrício Bigode em treino no CT Ninhos das Cobras visando a estreia do Santa Cruz na Série D do Campeonato Brasileiro 2023 Jogador Fabrício Bigode em treino no CT Ninhos das Cobras visando a estreia do Santa Cruz na Série D do Campeonato Brasileiro 2023

PEPernambucanoSanta CruzSérie D

Fabrício Bigode exalta torcida do Santa Cruz e revela ter recusado propostas melhores

Publicados

em

Fabrício Bigode é um dos reforços trazidos para a Série D do Brasileiro

Familiarizado com o Recife, o volante Fabrício Bigode está de volta a capital pernambucana em 2023, mas desta vez para atuar no Santa Cruz. Revelado pelo rival Sport, o jogador é uma das peças trazidas pela Cobra Coral visando exclusivamente a Série D do Campeonato Brasileiro. Apresentado pelo clube, Bigode exaltou a torcida coral e revelou que recusou outras “propostas melhores” para atuar no Arruda.

“Tive propostas melhores sobre clubes e salários. Só que eu conheço o Santa Cruz. E não é de hoje. Conheço o clube e a grandeza que é esse escudo e essa torcida. Se a torcida apoiar a gente, tenho certeza que vai ser muito difícil ganhar da gente aqui. A torcida do Santa eu conheço desde meus 12 anos, quando eu cheguei no Recife na base. Estou aqui pela torcida, pelo clube e pela grandeza do Santa Cruz, por isso eu vim pra cá” disse Fabrício Bigode em sua apresentação.

Após atuar pela Caldense no Campeonato Mineiro – seu time acabou rebaixado, Fabrício Bigode afirmou estar bem fisicamente. Seu último jogo foi no dia dois de abril, na vitória sobre o Democrata SL onde, inclusive, marcou um dos gols.

“Acho que sim (estar em condições de jogo), porque vinha de uma competição que terminou recentemente. Estou 15 dias parado. Acredito que com uma semana ou uma semana e meia eu vou estar bem e 100% como eu gosto de estar”, disse

Características e bola parada

Fabrício deverá ser utilizado por Felipe Conceição como segundo volante na Quarta Divisão nacional. Posição na qual o próprio jogador diz estar adpatado. “Eu surgi como primeiro volante. Mas minha característica sempre foi segundo volante. Mas eu faço as duas. Só que uns três anos para cá eu sou segundo volante. Foi uma adaptação muito boa. Eu chego muito na área, mas também estou recompondo para ajudar a zaga” explicou Fabrício Bigode.

Outro fator que a torcida coral deve ver muito nos próximos jogos é a bola parada ser do volante. Aliás, foi no Sport que o jogador marcou um gol desse jeito – pela Copa Sul-Americana, de falta.

“A bola parada sempre foi uma das minhas características. Foi onde surgi. Meu primeiro gol no profissional foi de bola parada. E no decorrer eu melhorei bastante. Na outra competição que eu estava antes de vir para cá dei três assistências e fiz um gol de bola parada no último jogo. Acredito que vou ajudar muito com isso”, concluiu.

Petrolina elimina o Santa nos pênaltis e vai à semifinal do PE pela 1ª vez

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados