conecte-se conosco
Marino Abreu - presidente Conselho Deliberativo Santa Cruz Marino Abreu - presidente Conselho Deliberativo Santa Cruz

PESanta CruzÚltimas

Santa Cruz: Presidente do Conselho Deliberativo projeta AGE visando participação em decisões sobre a SAF

Publicados

em

Segundo Marino Abreu, objetivo dos conselheiros do Santa Cruz é fazer com que órgão colegiado possa a fazer parte das deliberações sobre SAF do clube

Desde o ano passado, o Santa Cruz vem vivendo o processo de ajustes para que se torne apto a instalação de uma Sociedade Anônima do Futebol. Com negociação avançada com um grupo encabeçado pelo presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, o Tricolor do Arruda vê, atualmente, as decisões referentes à SAF centralizadas apenas nas mãos de Antônio Luiz Neto, atual mandatário coral.

Por isso, um grupo de representantes do Conselho Deliberativo do clube, que está insatisfeito com a atual condição, pretende convocar uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para que seja votada uma mudança estatutária revogando uma decisão, tomada em maio do ano passado, que deu ao presidente do clube plenos poderes para a instalação da SAF coral.

“A pauta dessa AGE é única. O objetivo é voltar o estatuto a ser como era. Desde a época do mandato de Fernando Bezerra Coelho (2008-2010), que o estatuto foi alterado para que houvesse a possibilidade de instituir um clube-empresa – como era chamado na época – no Santa Cruz. Inclusive, na época, FBC já falava em uma sociedade anônima. Desde então, mesmo com várias mudanças no documento, sempre havia o entendimento de que o Executivo apresentaria a propostas de transformação e que essa proposta deveria ser obrigatoriamente aprovada pelo Conselho”, apontou o presidente do órgão, Marino Abreu.

“Mas desde maio do ano passado, foi convocada uma assembleia pelo presidente Antônio Luiz Neto, para que se alterasse o estatuto para que as propostas fossem feitas, deliberadas e escolhidas apenas através da pessoa do presidente do clube, tirando a fiscalização e a ratificação de um órgão colegiado. Hoje, se o presidente quiser, tá na mão dele vender o Santa Cruz ou não. Ou seja, ele vende como quiser, para quem quiser e no preço que desejar sem passar por nenhum órgão de fiscalização”, complementou.

Santa Cruz - Arruda
Tricolor vive expectativa de ser comprado por grupo encabeçado por Guilherme Bellintani – Foto: Rafael Melo/Santa Cruz

Dessa forma, Abreu afirma que antes da divulgação do edital para que a AGE seja convocada, algumas providências deve ser tomar, como por exemplo, evitar que o evento se choque com datas de jogos do Santa Cruz na Série D. Entretanto, ele aponta que o documento deve ser divulgado ainda nesta semana. Vale lembrar que a partir da sua divulgação é necessário esperar pelo menos 45 dias a realização da reunião.

“Existe um grupo de conselheiros que está à frente desse processo e que estão se juntando e mobilizando. A realização da assembleia não precisa apenas do lançamento do edital para se lançar uma data. Ela exige todo um procedimento desde a escolha de uma data que não choque com jogos ao aluguel do espaço e das cadeiras. Esse grupo vem se organizando nesse sentido e até no máximo a próxima quarta-feira deve estar sendo lançado o edital”, explicou.

“É uma causa legítima. Eu sempre fico feliz quando vejo o torcedor se mobilizando. Eu, particulamente, enquanto presidente do Conselho acho que se o torcedor acredita na pauta, ele precisa lutar por ela e não apenas ficar reclamando e exigindo que os outros se levantem e façam alguma coisa”, concluiu Marino.

Blog de Cassio: O ranking de pontos do Campeonato Pernambucano, com 68 clubes de 1915 a 2023

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados