conecte-se conosco
Taça da Série D - guia dos nordestinos Taça da Série D - guia dos nordestinos

ALBACampinenseCEMAPBPEPIRNSanta CruzSESérie DÚltimas

Guia da Série D para os clubes nordestinos; confira o que espera as equipes da região na luta pelo acesso

Publicados

em

Começa neste sábado (6) a disputa da Série D 2023. Com 64 clubes, a Quarta Divisão nacional é a única que contempla times de todos os estados do país, que estarão na briga pelas quatro vagas disponíveis na Série C em 2024. Regionalizada, nesta temporada, a Série D contará com 23 equipes nordestinas, que estarão divididas em três grupos.

Por fim, no grupo A2, o Tocantinópolis é o “estranho no ninho”, ao representar em um grupo formado majoritariamente por equipes nordestinas.

Desta forma, 20 equipes garantiram suas vagas na competição através dos seus desempenhos nos respectivos campeonatos estaduais. As outras três, por sua vez, foram rebaixadas na disputa da Série C 2022. Atlético-CE, Ferroviário-CE e Campinense voltam à Série D poucas temporadas após o acesso.

Portanto, o NE45 traz em seu guia as principais informações sobre o formato da competição, além de como chegam os times nordestinos para o torneio e os tradicionais prognósticos.

Formato da Série D

Divisão do Campeonato Brasileiro com o maior número de clubes (64), a Série D continuará com o seu formato regionalizado, que foi instituído no ano passado. Assim, as equipes serão divididas em oito grupos e disputarão partidas de ida e volta para definir os quatro melhores classificados de cada chave.

Assim, 32 clubes se classificam a segunda fase, onde começa o sistema de mata-mata. Com isso, os quatro melhores colocados dos grupos pares enfrentam os grupos ímpares em cruzamento olímpico. Logo, o primeiro colocado da chave A1 pega o quarto colocado da chave A2 e assim sucessivamente. O mesmo sistema volta a ser replicado nas oitavas de final.

O formato da competição só muda quando os oito melhores clubes da Série D estiveram classificados para o mata-mata que valerá o acesso. Portanto, nesta fase, valerá o agregado de pontos somados ao longo da competição para posicionar os times entre o primeiro e o oitavo para que se refaça o cruzamento olímpico (1º x 8º; 2º x 7º; 3º x 6º e 4º e 5º).

Os classificados para a semifinal conquistam vaga na Série C em 2024 e seguem na briga pelo título. Vale lembrar que todos os confrontos da fase de mata-mata da Quarta Divisão acontecem em jogos de ida e volta.

Na disputa da Série D 2023 os clubes terão o direito de inscrever até 50 jogadores na competição. Contudo, a data limite para inscrições é no dia 4 de agosto.

Taça da Série D
Em 2022, a taça da Série D foi conquistada pelo América-RN – Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Premiação da Série D

Em 2023, a premiação para os clubes envolvidos na disputa da Série D subiu 50% em relação ao ano passado. Assim, a soma das cotas deste ano atingirá o patamar dos R$ 22 milhões. Dessa forma, inicialmente, todos os 64 participantes receberão R$ 300 mil divididos em três parcelas apenas por jogarem a primeira fase.

Assim, a cada fase que as equipes forem avançando, também receberão uma premiação de mais R$ 100 mil. Portanto, o campeão da Série D 2023 terá apurado, ao fim do torneio, R$ 900 mil. Quem conquistar o acesso, por sua vez, terá direito a um repasse de R$ 700 mil.

Além disso, neste ano, os direitos de transmissão do torneio também foram adquiridos pela CBF. Com isso, além dos repasses para transporte e hospedagem das equipes, o órgão deverá pagar aos clubes um valor a mais pela cessão das imagens referentes às partidas. Vale lembrar que os clubes teriam o direito de fazer a própria transmissão via a Lei do Mandante depois que a InstatTv, que detinha os direitos da transmissãom deixou a Série D.

Como estão os times nordestinos na Série D 2023?

Grupo A2

Atlético-CE
Time-base: Frank; Digão, Matheus Paraíba, Thiago e Igor; Dindê, Mateus e Elanardo; Ari, Caíque e Léo Ribeiro.
Principal destaque: Frank (goleiro);
Campanha de 2023: Eliminado na primeira fase do Campeonato Cearense;
Retrospecto: 7 jogos – 2 vitórias, 2 empates e 3 derrotas.

Caucaia-CE
Time-base: Léo; Ceará, Túlio, Ruan e Mateus Maranguape; Everton, Wilker e Keyllo; Goiaba, Juliano e Bravo.
Principal destaque: Everton (meia);
Campanha de 2023: Eliminado na Pré-Copa do Nordeste, eliminado na primeira fase da Copa do Brasil e disputou o quadrangular do rebaixamento no Cearense e conseguiu a permanência;
Retrospecto: 13 jogos – 5 vitórias, 4 empates e 4 derrotas.

Cordino-MA
Time-base: Rômulo Rios; Everton, Mimica, Keven e Jonatan; Paulo Victor, Jocivan e Leandro Aguiar; Ulisses, Kaká e Felipinho.
Principal destaque: Ulisses (atacante);
Campanha de 2023: Eliminado na primeira fase do Campeonato Maranhense e na Copa do Brasil. Na Pré-Copa do Nordeste foi eliminado pelo Vitória;
Retrospecto: 9 jogos – 2 vitórias, 3 empates e 4 derrotas.

Ferroviário vence e avança na Copa do Brasil - Ciel
Quarentão, Ciel é a esperança de gols do Ferrão na Série D – Foto: Lenilson Santos/FAC

Ferroviário
Time-base: Douglas Dias; Andrezinho, Éder Lima, Roni e Mattheus Silva; Lincoln, Felipe Guedes, Vinícius Paulista e Deysinho; Ciel e Abner.
Principal destaque: Ciel (atacante);
Campanha de 2023: Eliminado na semifinal do Campeonato Cearense, nas quartas de final da Copa do Nordeste e na segunda fase da Copa do Brasil;
Retrospecto: 22 jogos – 8 vitórias, 8 empates e 6 derrotas.

Fluminense-PI
Time-base: Jeferson; Lucão, Weverton e Lucas Manga; Pio, Mauticio, Janeudo e Gabriel Vieira; Augusto, Mateusão e Nathan Cachorrão.
Principal destaque: Matheusão (atacante);
Campanha de 2023: Vice Campeão do Campeonato Maranhense, eliminado na primeira fase da Copa do Nordeste e Copa do Brasil;
Retrospecto: 27 jogos – 11 vitórias, 7 empates e 9 derrotas.

Maranhão
Time-base: Moisés; Franklin, Leone, Maicon e Carlos Gabriel; Vander, Cavi, Fabrício Pereira, Jorge Rocha e Rodrigo Maranhão; Rafael Texeira.
Principal destaque: Fabrício Pereira (meia);
Campanha de 2023: Campeão do Campeonato Maranhense;
Retrospecto: 13 jogos – 6 vitórias, 6 empates e 1 derrota.

Parnahyba-PI
Time-base: Cris; Felipe Pacajus, Gilmar Bahia, Renan; Elves; Rafael Tchuca, Dedê e Paulinho Cearense; Rodrigo, Jeorge e Fabrício.
Principal destaque: Jeorge (atacante);
Campanha de 2023: Eliminado na semifinal do Campeonato Maranhense e na primeira fase da Copa do Brasil;
Retrospecto: 17 jogos – 4 vitórias, 10 empates e 3 derrota.

Tocantinópolis
Time-base: Anderson Testa; Da Silva, Marcondi, Marcos Arthur e Chico Bala; Xaves, Hiltinho e Tiago Bagagem; Everson Bilal, Joel Araújo e Andrezinho.
Principal destaque: Everson Bilal (atacante);
Campanha de 2023: Campeão do Campeonato Tocantinense, eliminado na primeira fase da Copa do Brasil e na segunda fase da Copa Verde;
Retrospecto: 14 jogos – 8 vitórias, 5 empates e 1 derrota.

Grupo A3

Nacional de Patos
Time-base:
Mauro Iguatu; Dadinha, Yuri Mamute, Arlan, Juan e Arthurzinho; Moreilândia, Filipe Trindade e Esquerdinha; Charles e Anderson Lessa.
Principal destaque: Mauro Iguatu (goleiro);
Campanha em 2023: Eliminado na primeira fase do Campeonato Paraibano;
Retrospecto: 9 jogos – 4 vitórias, 2 empates e 3 derrotas.

Potiguar de Mossoró
Time-base:
Oliveira; Renan Dantas, Anderson, Wallace e Geovani Silva; Sidney, Romeu, Márcio Mossoró, Giovani e Wilson Potiguar; Michel.
Principal destaque: Márcio Mossoró (meia);
Campanha em 2023: Eliminado na seletiva da Copa do Nordeste e na segunda fase do Campeonato Potiguar;
Retrospecto: 15 jogos – 5 vitórias, 4 empates e 6 derrotas.

Globo-RN
Time-base:
Luiz Henrique; Raniery, Alberto, Pedro Maia e Jonathan; Williames, Pedro Balthazar, Luan e Erick; Joãozinho e Lucas Duarte.
Principal destaque: Joãozinho (atacante);
Campanha em 2023: Zona de rebaixamento no Campeonato Potiguar;
Retrospecto: 8 jogos – 2 vitórias, 2 empates e 4 derrotas.

Sousa
Time-base: Igor; Guilherme Lucena, Flávio Nunes, Marcelo e Maceió; Daniel Costa, Gustavo Henrique e Aruá, Luiz Henrique, Claudinho e Lucas Lopeu.
Principal destaque: Luiz Henrique (atacante);
Campanha em 2023: Eliminado nas seletivas da Copa do Nordeste e finalista do Campeonato Paraibano;
Retrospecto: 14 jogos – 8 vitórias, 2 empates e 4 derrotas.

Santa Cruz
Time-base:
Michael; Léo Fernandes, Guedes, Ítalo Melo e Marcus Vinícius; Anderson Paulista, Fabrício Bigode e Chiquinho; Lucas Silva, Emerson Galego e Pipico.
Principal destaque: Michael (goleiro);
Campanha em 2023: Eliminado na primeira fase da Copa do Nordeste, na segunda fase da Copa do Brasil e nas oitavas de final do Campeonato Pernambucano;
Retrospecto: 25 jogos – 8 vitórias, 11 empates e 6 derrotas.

Michael - Santa Cruz - Série D
Foto: Evelyn Victoria/Santa Cruz

Iguatu
Time-base: Marcelo; Talisson Calcinha, Regineldo, Max Oliveira e Wender; Gleidson, Guidio e Pedrinho; Caxito, Alisson Araçoiaba e Zé Love;
Principal destaque: Zé Love (atacante);
Campanha em 2023: Eliminado na segunda fase da Copa do Brasil e semifinalista do Campeonato Cearense;
Retrospecto: 11 jogos – 6 vitórias, 2 empates e 3 derrotas.

Pacajus
Time-base: Jailson; Ray, Ramon, Jefferson e Guto; Bruno Ocara, Claudivan, Jô e Marcus Vinícius; Edson e André Cassaco.
Principal destaque: André Cassaco (atacante);
Campanha em 2023: Eliminado na primeira fase do Campeonato Cearense;
Retrospecto: 11 jogos – 3 vitórias, 3 empates e 5 derrotas.

Campinense
Time-base: Gabriel Félix; Thiago Ennes, Diego Silva, William e Bruno Collaço; Ramires, Escuro, Pedro Thomaz e Pedro Chinês; Júnior Pirambu e William Anicete.
Principal destaque: Escuro (volante);
Campanha em 2023: Eliminado na primeira fase da Copa do Brasil, do Campeonato Paraibano e da Copa do Nordeste;
Retrospecto: 18 jogos – 5 vitórias, 7 empates e 6 derrotas.

Grupo A4

Bahia de Feira
Time-base: Alan; Paulinho, Paulo Paraíba, Pedrão e Tiago Corrêa; Diones, Peterson e Reinaldo; Lucas Sibito, Clessione e Deon.
Principal destaque: Diones (volante);
Campanha em 2023: Eliminado nas primeiras fases da Copa do Brasil e do Campeonato Baiano;
Retrospecto: 10 jogos – 3 vitórias, 5 empates e 2 derrotas.

Sergipe
Time-base: Dida; Augusto Potiguar, Júnior Goiano, Gabriel Caran e Diego Aragão; Júnior, Timbó, Birungueta, Wescley e Léo Carvalho; Ian Augusto e Alan James.
Principal destaque: Augusto Potiguar (lateral-direito);
Campanha em 2023: Eliminado na primeira fase da Copa do Brasil, nas quartas de final da Copa do Nordeste e semifinalista do Campeonato Sergipano;
Retrospecto: 21 jogos – 10 vitórias, 5 empates e 6 derrotas.

Falcon-SE
Time-base: Caio Borges; Gabriel Cassimiro, Gonçalves e Davi; Renilson, Ronald, Wallace Rato e Guilherme; Sorriso, Neto Oliveira e Erik Gabriel.
Principal destaque: Sorriso (atacante);
Campanha em 2023: Eliminado na primeira fase da Copa do Brasil e nas quartas de final do Campeonato Sergipano;
Retrospecto: 12 jogos – 3 vitórias, 4 empates e 5 derrotas.

Fernandinho, atacante do Retrô, está dentro da seleção da primeira fase da Copa do Brasil
Campeão da Libertadores pelo Grêmio em 2017, o atacante Fernandinho é o cara do Retrô na Série D aos 37 anos – Foto: Retrô/Divulgação

Retrô
Time-base:
Jean; Israel, Guilherme Paraíba, Renan Dutra e Kevyn; Jonas, Ratinho e Renato Henrique; Luisinho, Fernandinho e Bruno Baio.
Principal destaque: Fernandinho (atacante);
Campanha em 2023: Eliminado na seletiva da Copa do Nordeste e na segunda fase da Copa do Brasil, finalista do Campeonato Pernambucano;
Retrospecto: 18 jogos – 10 vitórias, 4 empates e 4 derrotas.

Jacuipense
Time-base: Jean; Raphinha, Kanu, Weverton e Radar; Fábio Bahia, Eudair, Jeam e Thiaguinho; Welder e William.
Principal destaque: Thiaguinho (meia-atacante);
Campanha em 2023: Eliminado na seletiva da Copa do Nordeste e na primeira fase da Copa do Brasil, finalista do Campeonato Baiano;
Retrospecto: 16 jogos – 8 vitórias, 3 empates e 5 derrotas.

ASA
Time-base:
Renan Rinaldi; Iranilson, Cristian Lucca, Victor Pereira e Foguinho; Zé Wilson, Marquinhos e Anderson Feijão; Vitinho, Joãozinho e Lúcio Maranhão.
Principal destaque: Anderson Feijão (meia);
Campanha em 2023: Eliminado na seletiva da Copa do Nordeste e na primeira fase da Copa do Brasil, finalista do Campeonato Alagoano e da Copa Alagoas;
Retrospecto: 22 jogos – 10 vitórias, 8 empates e 4 derrotas.

Cruzeiro-AL
Time-base:
Jerfesson; Neilson, Vera Cruz, Alex Moreira e Miguel; Celestino, Danilo Romão, Aurélio e Batata; Pablo Pardal e Índio Potiguar.
Principal destaque: Índio Potiguar (atacante);
Campanha em 2023: Eliminado na seletiva da Copa do Nordeste e na segunda fase da Copa do Brasil, finalista do Campeonato Pernambucano;
Retrospecto: 16 jogos – 8 vitórias e 8 derrotas.

Atlético de Alagoinhas
Time-base: Lee; Van, Caíque Baiano, Gilberto Júnior e Lucas Luan; Leandro, Felipe Araújo e Leilson; Adriano Michael Jackson, Nickson e Robert.
Principal destaque: Caíque Baiano (zagueiro);
Campanha em 2023: Eliminado na primeira fase da Copa do Brasil, da Copa do Nordeste e do Campeonato Baiano;
Retrospecto: 18 jogos – 4 vitórias, 4 empates e 10 derrotas.

A primeira rodada dos nordestinos na Série D

Grupo A2
07/05 – 15h – Caucaia x Cordino
07/05 – 16h – Maranhão x Atlético-CE
07/05 – 17h – Ferroviário-CE x Fluminense-PI
07/05 – 17h – Parnahyba-PI x Tocantinópolis

Grupo A3
06/05 – 19h – Pacajus x Campinense
07/05 – 16h – Globo-RN x Sousa
07/05 – 16h – Nacional de Patos x Potiguar de Mossoró
08/05 – 20h – Santa Cruz x Iguatu

Grupo A4
06/05 – 16h – Falcon-SE x Retrô
06/05 – 17h – Bahia de Feira x Sergipe
07/05 – 16h – Cruzeiro-AL x Atlético-BA
07/05 – 16h – Jacuipense x ASA

Blog de Cassio: City formaliza compra da SAF e prevê o Bahia como o segundo maior clube do grupo

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados