conecte-se conosco
Felipe Conceição vence em sua estreia pelo Santa Cruz Felipe Conceição vence em sua estreia pelo Santa Cruz

PESanta CruzSérie DÚltimas

Técnico do Santa Cruz projeta disputa de posição na lateral direita e elogia “polivalência” do elenco

Publicados

em

Mesmo com a vitória no primeiro jogo da Série D, contra o Iguatu, o técnico do Santa Cruz, Felipe Conceição segue afirmando que o time coral ainda está em construção. A prova disso é que com a competição em andamento, o Tricolor do Arruda segue anunciando reforços.

Assim, nesta semana, o lateral Rhuan Rodrigues foi contratado e, segundo o treinador coral, e deve brigar pela titularidade com Léo Fernandes, que chegou poucos dias antes do primeiro jogo e já fez sua estreia.

“(Rhuan) É um jovem que já disputou algumas competições boas como o Campeonato Brasileiro sub-23, com o Fortaleza e o Campeonato Carioca, competição onde estava o Léo (Fernandes). São dois atletas que vieram para compor ali, pois era uma posição que precisávamoster atletas mais experientes, mais rodados e ao mesmo tempo com fome e vontade de crescer, perfil que a gente sempre tá buscando pro Santa Cruz”, explicou Felipe.

Segundo o treinador coral, a renovação do elenco em relação ao Pernambucano buscou atletas que jovens e que vissem no Santa Cruz como uma oportunidade de mudar de vida. Por isso, ele espera o empenho dos dois recém-contratados na briga pela posição.

“O Santa Cruz precisa de atletas jovens que olhem para o clube como oportunidade da vida e queiram mostrar serviço aqui no momento. Então o Rhuan, assim como o Léo, são muito parecidos nesse nesse sentido. Vejo hoje um com mais intensidade e o outro mais técnico. Mas ainda assim são muito parecidos”, complementou.

Santa Cruz tem elenco curto e técnico valoriza polivalência

Outro ponto abordado por Felipe Conceição em sua entrevista antes do jogo com o Potiguar de Mossoró é a capacidade de jogadores do elenco coral de atuaram em mais de uma função. Assim, de acordo com ele, essa pode ser a chave para preencher algumas lacunas que o plantel pode desmonstrar ao longo do campeonato.

“A gente tem um número de atletas reduzidos pras viagens. Por isso, você precisa dessa polivalência. Ela ajuda na hora de convocar os atletas, para escolher a característica que você quer numa função. O (Emerson) Galego, por exemplo, como extremo nos dá uma presença de área boa. É um cara que pisa forte na área, característica que é diferente do que temos com o Maranhão e o David que vão fazer mais jogadas de linha de fundo. Assim é que vamos a escolha.”

Emerson Galego - Santa Cruz
Destaque do Pernambucano, Emerson Galego foi uma das apostas do Santa Cruz para a Série C – Foto: Evelyn Victoria/SCFC

Dessa forma, o treinador ainda destacou a importância da análise dos rivais, que possibilita traçar o plano de jogo de acordo com o que pode encontrar na partida e ter soluções para possíveis obstáculos que os adversários criem nas quatro linhas.

“A escolha é sempre de acordo com o que você deseja naquele momento do jogo, com o que está te pedindo. Então,eu vou sempre para o jogo com o estudo do que a gente tem como opção para entrar em um segundo momento e o que eles podem nos dar no decorrer do jogo. É por isso que eu cobro que qualquer um dos atletas que estiverem à disposição no banco de reserva tem que estar pronto para o que eu possa pedir ao utilizá-lo”, concluiu o técnico do Santa Cruz.

Blog de Cassio: Náutico cria grupo de trabalho para o reconhecimento de 5 títulos regionais

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados