conecte-se conosco
Homero Lacerda - ex-presidente do Sport Homero Lacerda - ex-presidente do Sport

PESérie BSportÚltimas

Homero Lacerda fala sobre bastidores do período em que foi dirigente do Sport e diz ter ‘comprado um bocado de gente’

Publicados

em

Cartola foi presidente do Leão da Ilha entre os anos de 1987 e 1988

Em entrevista ao programa Léo Medrado e os Traíras, o ex-presidente do Sport no título Brasileiro de 1987, Homero Lacerda, falou sobre alguns bastidores do clube na época. No debate, Lacerda revelou que recomprou um árbitro do presidente do Náutico, Antônio Amante, num Pernambucano.

Segundo ele, o Leão da Ilha começou a ser “roubado” nas partidas, e ele então começou a armar esquemas para garantir que isto jamais aconteceria.

“Comprei um bocado de gente. Quando eu fiz os primeiros cinco anos no futebol eu achava que isso não existia. Mas eu comecei a ser roubado. Aí eu fiz uma jura a torcida: ‘Nunca mais o Sport vai ser roubado’. Armei um esquema, peguei os maiores a gentes dessa área de compra e venda, trouxe quatro para trabalhar comigo”, disse o ex-presidente.

Homero Lacerda - ex-presidente do Sport
Foto: Divulgação/Sport Recife

Sport e negociação com o bandeirinha

Se aprofundando mais sobre a negociação com o bandeirinha, Lacerda afirmou que gravou o acordo do árbitro com o presidente do Náutico na época, e cobriu o valor oferecido.

“Eu gravei uma conversa de um bandeirinha com o presidente do Náutico, meu amigo Antônio Amante, combinando valor e preço com o cidadão, tenente da polícia militar, já dei uma pista grande. Botei o gravador e disse: ‘Estás te vendendo por uma mixaria, rapaz. Tu merece o triplo disso’. Pronto, o cara abriu um sorriso até a orelha. Eu comprei ele para ele bandeirar certo. Agora na dúvida, prol Sport”, completou.

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados