Connect with us
Rodrigo Battaglia, volante do Atlético-MG acusado de ofensa racial contra Pedro Augusto, do Fortaleza Rodrigo Battaglia, volante do Atlético-MG acusado de ofensa racial contra Pedro Augusto, do Fortaleza

CEFortalezaSérie AÚltimas

Pedro Augusto, do Fortaleza, relata ofensa racial de volante do Atlético-MG e árbitro põe na súmula

Foto: Pedro Souza/Atlético-MG

Published

on

Battaglia, do Galo, teria chamado atleta tricolor de “negro de m…” ainda no primeiro tempo do jogo

O volante Pedro Augusto, do Fortaleza, acusou o volante e capitão do Atlético-MG, Rodrigo Battaglia, de ofensa racial. O jogador do Leão teve uma discussão com o adversário aos 34 minutos do primeiro tempo e afirma ter sido chamado de “negro de m…” pelo argentino. A partida aconteceu nesse domingo (23), pela 11ª rodada do Brasileirão.

O árbitro da partida, Flávio Rodrigues de Souza (SP), colocou na súmula o relato de Pedro Augusto. O juiz afirmou que a equipe de arbitragem não presenciou e nem ouviu a ofensa racial, mas relatou o ocorrido.

“Informo que aos 34 minutos do primeiro tempo, o jogador de numero 28 da equipe visitante, sr. Pedro Augusto Borges da Costa, veio em minha direção relatando que o seu adversário de numero 21, sr. Rodrigo Andres Battaglia havia o insultado de “negro de merda”. Esclareço que este episódio não foi presenciado, tampouco ouvido pela equipe de arbitragem”, diz a súmula.

Rodrigo Battaglia, volante do Atlético-MG acusado de ofensa racial contra Pedro Augusto, do Fortaleza
Rodrigo Battaglia (centro) foi acusado por Pedro Augusto de ofensa racial. Foto: Pedro Souza/Atlético-MG

Leia Mais: Confira os melhores momentos de Atlético-MG 1 x 1 Fortaleza pelo Brasileirão

Fortaleza emite nota de repúdio

No começo da tarde desta segunda-feira, o Fortaleza emitiu uma nota de repúdio sobre o ocorrido. O clube afirma que Pedro Augusto, além da ofensa racial, também foi vítima de xenofobia e discriminação por parte de Rodrigo Battaglia. Confira abaixo.

“O Fortaleza Esporte Clube repudia, de forma veemente, os atos de xenofobia, racismo e discriminação contra o atleta Pedro Augusto, ocorridos na Arena MRV, durante a partida entre Atlético-MG e Fortaleza, válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A, na noite deste domingo (23).

Na ocasião, o jogador brasileiro Pedro Augusto foi surpreendido e prontamente se revoltou com insultos de um jogador do time adversário, o argentino Rodrigo Battaglia. O fato está relatado na súmula oficial do jogo, citado pelo juiz da partida, o Sr. Flávio Rodrigues de Souza (FIFA/SP) (…).

O Fortaleza dá total suporte ao seu atleta, Pedro Augusto, e reitera o repúdio a todo e qualquer ato de xenofobia, racismo e discriminação, sendo tais condutas incompatíveis com os valores e história dos clubes envolvidos.

A intolerância e o preconceito precisam ser combatidos, seja no esporte ou em qualquer lugar na sociedade. Os clubes envolvidos, Fortaleza e Atlético-MG, possuem uma ótima relação, e do nosso lado torcemos para que o atleta argentino reconheça o fato e trate-o como algo não mais tolerado no futebol”.

Pedro Augusto, do Fortaleza, em lance contra Paulinho, do Atlético-MG
Pedro Augusto marcando o atacante Paulinho na partida. Foto: Pedro Souza/Atlético-MG

O Fortaleza na Série A

O Tricolor do Pici empatou com o Atlético-MG em 1 x 1 no último fora de casa, no Mineirão. Com este resultado, o Leão chegou aos 14 pontos e ocupa a 11ª posição do campeonato.

O próximo jogo do Fortaleza será contra o Palmeiras, na Arena Castelão. O duelo acontecerá nesta quarta-feira (26), às 21h30.

Números, estatísticas e mais sobre o futebol nordestino: Confira as últimas do Blog de Cassio Zirpoli
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados