conecte-se conosco

PESérie ASportÚltimas

Bivar explica candidatura e não crê em imagem arranhada no Sport após retorno

Atual presidente falou sobre retorno ao pleito e como avalia o período eleitoral do clube

Foto: Anderson Stevens/ Sport Recife

Publicados

em

Após a confirmação nesta quinta-feira de que vai concorrer à eleição para o biênio 2021-2022 no Sport, o presidente Milton Bivar conversou com o NE45 acerca da decisão de retornar ao pleito previsto para ocorrer no dia 5 de março, uma vez que o mandatário havia desistido de tentar seguir na Direção Executiva em novembro e, logo em seguida, pedido licença do cargo no clube.

VEJA MAIS: Confira aqui outras notícias do Sport

E Milton Bivar, conforme afirmou, não gostou dos rumos que os bastidores eleitorais estavam tomando de acordo com o que observou – algo parecido ao que falou o então candidato da situação, Fred Domingos. Além disso, disse estar atendendo ao pedido da torcida e se sente bem revigorado de saúde, motivo que o fez se afastar da presidência há três meses.

“Você nunca se desconecta, está sempre sabendo das coisas, acompanhei tudo e, para minha surpresa, o encaminhamento da política do Sport não estava sendo muito bom. Algumas coisas me desagradaram. E eu vinha acompanhando Fred (Domingos), mas Fred, com o desgaste, desistiu”, iniciou.

“E atendendo também ao apelo de vários torcedores, para que a gente não faltasse com o plano de recuperação (do clube), me sinto mais forte, recuperado, e resolvi aceitar mais uma vez esse desafio que é essa reeleição para dar continuidade ao trabalho porque muitos falavam que o pessoal que pode chegar (outras chapas) pode não dar essa sequência”, acrescentou o presidente.

Questionado pela reportagem, Milton Bivar afirmou que não teme e não acredita que a imagem dele possa ficar arranhada por conta da volta neste momento, uma vez que pediu licença do cargo no dia 19 de novembro, durante a Série A, e retornou agora, com a equipe praticamente livre do rebaixamento – precisa de um empate e tem apenas 0.006% chance de queda.

“Infelizmente estamos em plena campanha e pode ser que os maldosos achem que um presidente não pode adoecer e é obrigado a, mesmo doente, permanecer no cargo. A pandemia não chegou ao Sport? Não chegou em mim? Chegou, sim, tenho filhos, netos, sou casado há mais de 45 anos e infelizmente tive que me ausentar pura e simplesmente por essa questão”, finalizou o mandatário.

Milton Bivar reassumiu a presidência no clube há dois anos, quando foi oposição, e já havia liderado o Poder Executivo do clube também em 2007 e 2008, onde conquistou um dos maiores títulos do Sport, a Copa do Brasil. Além disso, soma três títulos estaduais (2007, 2008 e 2019). Em 2020, porém, registrou a pior campanha do clube na história do Pernambucano, com o 7º lugar e disputa do quadrangular do rebaixamento.

Eleição do Sport

Chapas

Sport de Primeira (situação): Milton Bivar (presidente) e Carlos Frederico (vice)
Juntos pelo Sport: Delmiro Gouveia (presidente) e Marcos Cabral (vice)
Sport na Raça: Nelo Campos (presidente) e Leonardo Lopes (vice)
Uma razão para viver: Eduardo Carvalho (presidente) e Aracy Bibiano (vice)

O que está em jogo

As eleições do clube irão eleger o Presidente e o Vice para o poder Executivo, além do Presidente e o Vice para o Conselho Deliberativo – órgão formado por 150 integrantes titulares, sendo 17 natos e 50 suplentes – para o biênio 2021-2022.

Quem pode votar

Estão aptos a voto no Sport os sócios das categorias: proprietário, benemérito, subscritor, contribuinte, patrimonial e remido, com pelo menos um ano de vínculo ao quadro social do clube e com mais de 18 anos de idade. Não participam do pleito os sócios-torcedores e dependentes.

Trending