conecte-se conosco

PESportÚltimas

Milton Bivar formula carta para deixar presidência do Sport

Tendência é de renúncia ao cargo e não de licença; entenda diferença

Publicados

em

Pouco mais de dois meses após ser reeleito presidente, Milton Bivar está deixando a Direção Executiva do Sport. O atual mandatário tem, neste momento, uma carta pronta para se afastar do cargo, algo que ainda não foi protocolado no Conselho Deliberativo (CD) do clube e deve ser formalizado nesta terça-feira. A informação foi trazida inicialmente por Iranildo Silva, da Rádio Clube e confirmada pelo NE45.

LEIA: Sport reavalia trio e vive expectativas por atacantes diante do Grêmio

De acordo com apuração da reportagem, Milton Bivar não deve se demover da ideia e a tendência é que ele, de fato, renuncie ao cargo, e não peça licença – algo que fez no fim do ano passado, saindo da presidência por cerca de quatro meses.

“Ele (Milton) está saindo amanhã. Uma coisa é certa: ele não vai ficar”, disse, nesta segunda-feira, uma pessoa próxima a Milton Bivar ao NE45.

Confirmada a renúncia, o estatuto do Sport diz que “ocorrendo a vacância do cargo de Presidente Executivo antes de alcançada a metade do mandato, será realizada eleição para o cargo no prazo máximo de 15 dias e a substituição pelo Vice-Presidente Executivo será provisória, até a posse do eleito”.

Em caso de licença, por sua vez, esta pode ocorrer por até seis meses, mediante concessão do Conselho Deliberativo. Desta forma, no período, o vice assume, no caso Carlos Frederico.

Trecho do estatuto do Sport que fala sobre afastamento da Direção Executiva. Foto: Reprodução

Milton Bivar já havia pedido licença do Sport em novembro de 2020, retornando ao clube no fim de fevereiro. Na ocasião, alegou problemas de saúde e questões pessoas para se afastar do cargo. Quando voltou, inclusive, neste ano, confirmou também que iria concorrer à reeleição do Sport, onde saiu vencedor por 38 votos.

Milton Bivar reassumiu a presidência no Sport em 2019, quando foi oposição, e já havia liderado o executivo do clube também em 2007 e 2008, onde conquistou um dos maiores títulos do Sport, a Copa do Brasil. Além disso, soma três títulos estaduais (2007, 2008 e 2019). À parte de liderar a Direção Executiva, também já foi foi diretor de clube em outros momentos, como por exemplo 2006 e início de 2013.

Ouça a partir do minuto 59′:

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending