conecte-se conosco
Volante Nicolás Acevedo, do Bahia, e aacante Pimentinha, do Sampaio Corrêa Volante Nicolás Acevedo, do Bahia, e aacante Pimentinha, do Sampaio Corrêa

BABahiaCopa do NordesteMASampaio CorrêaÚltimas

Luiz Daniel defende pênalti e Sampaio supera pressão do Bahia para estrear com vitória no Nordestão

Ronald Felipe/SCFC

Publicados

em

Luiz Daniel ainda defendeu pênalti de Lucas Mugni

Visitar o Castelão não traz boas lembranças ao torcedor do Bahia e isso não vai mudar depois deste domingo. Na estreia da Copa do Nordeste, o Sampaio Corrêa conseguiu segurar a pressão dos visitantes e garantir a vitória por 1×0, com gol de Vinícius Alves.

Atacante Vinícius Alves, do Sampaio Corrêa, e zagueiro Raul Gustavo, do Bahia
Vinícius Alves marcou seu 1º gol no Paio – Ronald Felipe/SCFC

Como fica?

Com a vitória na estreia, o Sampaio iguala as pontuações de outros quatro times que largaram com o pé direito no grupo A da Copa do Nordeste: Ferroviário (saldo +3), Fortaleza, Sport (+2) e CRB (+1).

Do outro lado, no grupo B, o Bahia é um dos cinco lanternas, ao lado de Sergipe (-1), ABC, Campinense (-2) e Ceará (-3). O único time a vencer na estreia nessa chave foi o Náutico.

Agora, o Sampaio se prepara para um clássico no Campeonato Maranhense , recebendo o Moto Club às 19h15 da próxima quinta-feira. O Bahia, por sua vez, joga antes, às 21h30 da quarta-feira, visitando o Jacobinense no Campeonato Baiano.

Os dois times só voltam a pensar em Copa do Nordeste daqui a duas semanas. No próximo sábado, às 17h30, o Tubarão viaja para enfrentar o Ceará no PV, enquanto o Esquadrão joga às 20h30 recebendo o Ferroviário na Fonte Nova.

Sampaio Corrêa x Bahia

1º tempo: Quem não faz…

O jogo foi de domínio total do Bahia do início ao fim. Propositivo, ágil e intenso, os baianos conseguiram se apresentar bem e ter um grande volume de jogo. Do outro lado, o Sampaio centrava seu jogo em garantir a compostura defensiva para buscar o contra-ataque.

Mas nem isso dava certo. A defesa da Bolívia batia cabeça em vários momentos e abria espaço para os visitantes explorarem suas infiltrações. Assim, foram várias boas chances, com Chávez, Biel, Raul Gustavo, mas Luiz Daniel se apresentava bem e evitava o gol.

A história poderia mudar aos 19, quando Nadson derrubou Chávez na área. Na cobrança do pênalti de Lucas Mugni, Luiz Daniel apareceu no cantinho para defender e salvar o Sampaio.

A blitz baiana continuou depois do pênalti desperdiçado e o time teve outras chances de tirar o zero do placar. Mas o Sampaio jogava por apenas uma bola. Aos 43, Raul Gustavo recuou para Marcos Felipe, mas ele dominou mal e Vinícius Alves chegou chutando para o fundo das redes.

2º tempo: Sampaio segura o jogo

Depois do intervalo, o Sampaio Corrêa voltou com três mudanças para mudar a cara do jogo e conseguiu se apresentar com outra postura para o 2º tempo. Ainda focado na defesa, o Tubarão corrigiu a marcação pelo lado esquerdo e na cabeça de área e conseguiu diminuir os espaços.

Assim, os mandantes conseguiram desacelerar e travar o jogo na etapa final, dificultando o Bahia na missão de manter o ímpeto ofensivo para buscar o gol. Os visitantes seguiram com mais posse e com mais volume ofensivo, mas não conseguiam manter o ritmo do 1º tempo.

As grandes chances ficaram mais raras e o Sampaio quase ampliou aos 32, quando Pimentinha cruzou para trás e Gabriel Silva, livre, isolou. No minuto seguinte, quem passou perto foi o Esquadrão, em cruzamento rasteiro de Biel que passou entre as pernas de Ricardo Goulart.

O Bahia ainda tentou o abafa nos minutos finais, mas, novamente, a melhor chance foi da Bolívia Querida, já aos 49, com Vinícius Alves recebendo lançamento no ataque e tocando na saída de Marcos Felipe direto para a trave. Nada que diminuísse a festa boliviana.

Ficha do jogo

Sampaio Corrêa (1)
Luiz Daniel; Mateus Ludke (Yann), Joécio, Allan Godói e Vitinho; Wesley Dias (Emerson Souza), Eloir (Rafael Vila) e Nadson (Maurício); Pimentinha, Matheus Martins (Gabriel Silva) e Vinicius Alves. Técnico: Felipe Conceição.

Bahia (0)
Marcos Felipe; Douglas Borel, Kanu, Raul Gustavo e Jhoanner Chavez (Ryan); Rezende (Diego Rosa), Nicolás Acevedo e Lucas Mugni (Danielzinho); Biel (Vitor Jacaré), Kayky e Everaldo (Ricardo Goulart). Técnico: Renato Paiva.

Local do jogo: Estádio João Castelo (Castelão), em São Luís-MA
Árbitro: Rodrigo Jose Pereira de Lima (PE)
Assistentes: Francisco Chaves Bezerra Junior (PE) e Ricardo Bezerra Chianca (PE)
Gol: Vinícius Alves (43’/1ºT | SAM)
Cartões amarelos: Nadson, Emerson Souza (SAM), Kanu, Nicolás Acevedo e Danielzinho (BAH)

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados