conecte-se conosco
Estádio da Ilha do Retiro, do Sport Estádio da Ilha do Retiro, do Sport

PESérie ASportÚltimas

Chapa de Nelo Campos também consegue liminar mantendo eleição do Sport para o dia 18

Publicados

em

Após conceder, na última segunda-feira, uma liminar favorável ao pedido do candidato de oposição na eleição do Sport, Eduardo Carvalho, mantendo o pleito para escolha do novo presidente do clube para o dia 18 de dezembro, o Tribunal de Justiça de Pernambuco voltou a tomar uma decisão nesse sentido. Nesta sexta-feira, foi a vez do pedido feito pelo outro candidato de oposição, Nelo Campos, contrário ao adiamento da eleição, também ser acatado via liminar. Curiosamente, o juiz nos dois casos foi o mesmo, Dario Rodrigues Leite de Oliveira.

LEIA: Justiça concede liminar para chapa de Eduardo Carvalho e determina eleição em dezembro
LEIA: Sport entra com petição na Justiça contra ação de Opositor
LEIA: Candidatos da oposição acionam Justiça contra adiamento da eleição do Sport

No dia 30 de novembro, por maioria de votos, o Conselho Deliberativo do Sport, após requerimento, havia aprovado que a eleição ocorresse apenas após o fim da Série A, cuja última rodada está prevista para 24 de fevereiro. Dos candidatos que já lançaram suas candidaturas, Luiz Carlos Belém e Delmiro Gouveia foram a favor do adiamento. Já Eduardo Carvalho e Nelo Campos se posicionaram contrários e conseguiram as liminares mantendo assim a data original para o pleito: 18 de dezembro. A situação ainda não lançou candidatura.

LEIA: Conselho do Sport aprova adiamento da eleição para março de 2021
LEIA: A reunião do Conselho do Sport foi um teatro. Ou um ‘Teatro dos Vampiros’. Por Fred Figueiroa

Na liminar favorável ao pedido da chapa de Nelo Campos, o juiz Dario Rodrigues argumenta que a eleição deve ser respeitar os protocolos emitidos pelo Governo do Estado para a realização de atividades durante a pandemia do Covid-19 e sugere o uso de um eleição em “ambiente virtual”.

OUÇA, A PARTIR DO MINUTO 13, DEBATE DO PODCAST 45 MINUTOS SOBRE O ADIAMENTO DA ELEIÇÃO DO SPORT.

Procurado pela reportagem do NE45, o presidente em exercício do Sport, Carlos Frederico, afirmou que o clube já foi notificado das duas liminares e que o assunto foi encaminhado para o departamento jurídico. O dirigente voltou a afirmar que uma eleição virtual está fora da realidade financeira do clube.

VEJA MAIS: confira aqui outras notícias do Sport

“Esse assunto está no nosso departamento jurídico para formular uma defesa. Mas na verdade nós estamos indefesos, porque passa por uma decisão governamental para saber se a gente pode aglomerar agora ou não. Esse assunto está nas mãos dos advogados do clube para saber quem de direito cabe essa decisão de se realizar uma eleição agora no dia 18 ou não”, afirmou Carlos Frederico.

“Fizemos um orçamento para uma eleição virtual, com duas empresas de Pernambuco e um de fora e a mais barata custou R$ 250 mil e não R$ 60 mil como disse um candidato bravateiro por aí. E ao mesmo tempo exige um grau de segurança e de fidedignidade do banco de dados do clube. E se até hoje tem pessoas que dizem que a eleição com as urnas eletrônicas do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é uma fraude, imagine uma eleição dessa no clube, com o banco de dados que temos e com a fragilidade que possamos vir a ter”, encerrou o presidente rubro-negro.

Foto: Williams Aguiar/ Sport Recife

Trending