conecte-se conosco

EstaduaisPIPiauienseÚltimas

Apresentado, Juninho cita influência de Kobayashi em chegada ao River

Lateral afirmou também que está bem fisicamente após dura maratona na Bolívia

Foto: Djalma Lemos/ River

Publicados

em

O experiente lateral-esquerdo Juninho foi apresentado nesta sexta-feira no River. Em entrevista coletiva, o jogador de 31 anos passou por alguns temas, mas fez questão de destacar a influência do técnico Paulinho Kobayashi ao acertar com a equipe piauiense, tanto pelo planejamento demonstrado quanto pela parte tática.

“Houve outras opções (ofertas), mas optei por esperar. E quando surgiu essa oportunidade de defender o River, pensei que era o momento certo. Estava me sentindo melhor fisicamente, mais preparado. O Paulinho também explicou os objetivos do clube, as ideias de jogo e eu me identifiquei bastante”, afirmou o lateral-esquerdo. 

A parte física a que Juninho se refere diz respeito à maratona de jogos a que foi submetido no Blooming-BOL, durante o campeonato Boliviano, em janeiro, onde disputou 14 partidas em um mês, pelo achatamento das datas em meio à pandemia da Covid-19.

“Como foi um ano muito diferente, achei que precisava de um tempo para me preparar melhor porque lá foi uma maratona de jogos. isso é muito complicado para a gente como atleta. Eu busquei esse tempo”, disse. 

Juninho chega para uma das posições carentes do elenco do River, que vinha improvisando o meia Allan Patrick, no setor. Já regularizado no BID, o lateral-esquerdo pode nesta quarta-feira, diante do Altos, na Arena Colorada, pela sexta rodada do Campeonato Piauiense. Atualmente, o Galo é vice-líder da competição, com dez pontos, apenas um abaixo do Parnahyba.

Além do Blooming-BOL, Juninho também coleciona passagens por Palmeiras, Londrina, Vitória, Goiás e Figueirense, clube que o revelou. Fora do País, atuou também no futebol do Cazaquistão, em 2017.

Foi no Palmeiras, aliás, o melhor momento na carreira. No alviverde paulista disputou ao todo 155 partidas entre 2012 e 2014. Na campanha do título da Copa do Brasil foi titular com o técnico Luiz Felipe Scolari. Porém, no mesmo ano, foi rebaixado com o Palmeiras para a Série B.

Trending