conecte-se conosco

PESanta CruzSérie CÚltimas

Santa Cruz volta a sofrer com apatia e perde para o Manaus em estreia na Série C

Foto: João Normando/FAF

Publicados

em

Foram pouco mais de 20 dias de preparação até este domingo. Esperava-se um Santa Cruz mais preparado e evoluído tecnicamente, mas, dentro de campo, o cenário que se apresentou foi o oposto. Errando muito na tomada de decisão e na construção do jogo, o Tricolor apresentou um futebol muito pobre, apático, e perdeu por 2 a 0 para o Manaus pela estreia da Série C.

Ainda sem contar com alguns reforços, que ficaram em Recife para aprimorar a parte física, os pernambucanos foram presa fácil para o Gavião do Norte, que mesmo sem ter feito uma atuação brilhante, venceu o rival com muita tranquilidade.

Agora, o Santa Cruz volta a campo no próximo sábado, diante do Floresta, no Arruda, às 17h. Com o resultado, o time figura na oitava posição.

Giro da rodada

Outro nordestino que estreou neste domingo, mas muito bem na Série C, foi o Altos. O Alviverde venceu o Volta Redonda por 3 a 0 no Lindolfo Monteiro, com propriedade, e se garantiu no topo da tabela da Série C. Os gols do time piauiense foram marcados pelo artilheiro Manoel, que marcou duas vezes, e Betinho. Na próxima rodada, o Altos volta a campo diante do Ferroviário, no sábado (5), às 15h30.

Com nova reformulação, o tricolor fez um 1T horrível. Além disso, só o mandante teve um centroavante eficiente.

Improdutivo, Santa Cruz faz 1T para esquecer

Um primeiro tempo em que o Santa Cruz chegou uma única vez ao gol do Manaus, com Madson, mas não teve frieza para abrir o placar, e foi castigado logo em seguida, com o rival sendo amplamente dominante nos primeiros 45 minutos. Não à toa, sem conseguir chegar com a bola no pé na defesa adversária e apenas esticando bolas longas para Pipico e França, seus homens de frente, já cercados, o Tricolor saiu atrás do marcador. Depois de chegar ao gol por duas vezes, aos 26 minutos, Phillip aproveitou bobeada de Julinho na esquerda e cruzou para Vanílson finalizar alto, sem chances para Jordan, abrir o placar na Arena da Amazônia.

Bolívar vê apatia, muda, mas o Manaus amplia

Sem conseguir construir pelo meio e apresentando extrema dificuldade em fazer as transições ofensivas adequadamente, Bolívar sacou Augusto César para entrada de Karl e tirou França, que pouco fez, para colocar Héctor Bustamante. Uma mudança que, em uma primeira vista, pareceu surtir efeito, principalmente no ataque, com o paraguaio aparecendo mais para o jogo. Mas a estratégia se esfacelou rapidamente. Porque o Manaus, novamente com Vanilson, marcou mais um. O atacante recebeu passe de Davis, que cruzou rasteiro na segunda trave, e completou para as redes de Jordan.

Santa Cruz se lança do ataque, mas não consegue ser efetivo

Partindo para o tudo ou nada, o Santa Cruz teve apenas a melhor chance do jogo aos 31 minutos do segundo tempo. Karl encontrou Pipico livre na pequena área, mas, embaixo da barra, o atacante perdeu grande oportunidade de diminuir o placar e recolocar o Tricolor de volta ao jogo. Mesmo assim, o time pernambucano seguiu tentando, desta vez com Bustamante, que cortou para o meio e finalizou colocado, no canto direito de Gleibson, com a bola passando rente à trave do Gavião.

Ficha do jogo

Manaus 2

Gleibson, Evan, Luís Fernando, Spice e Dudu Mandai (Assis); Gilson, Gabriel Davis (Guilherme Amorim) e Douglas Lima (Vitinho); Diego Rosa, Philip (Marcelinho) e Vanilson. Técnico: Marcelo Martelotte.

Santa Cruz 0

Jordan, Weriton, Breno Calixto, Hebert e Julinho; Augusto César (Karl), Vitinho (João Cardoso) e Chiquinho; França (Bustamante), Madson (Quiñonez) e Pipico (Léo Gaúcho). Técnico: Bolívar.

Local: 18h
Árbitro: Marcos Mateus Pereira (MS)
Assistentes:
Cícero Alessandro de Souza (MS) e Ruy César Lavarda Ferreira (MS)
Gols:
Vanilson (M), aos 26′ do 1T e aos 15′ do 2T
Cartões amarelos:
Douglas Lima (M), Assis (M), Vanílson (M)

Ouça a partir do minuto 141′:

Trending