conecte-se conosco

PESportÚltimas

Direção do Sport tem primeiros nomes em pauta na busca por novo técnico

Treinadores vêm de bons trabalhos recentemente; confira mais

Publicados

em

Após a definição pela saída do treinador Gustavo Florentín, na noite da última quarta-feira com a eliminação da Copa do Brasil, a diretoria do Sport vai ao mercado de forma intensa em busca de um substituto para o comando técnico e tem os primeiros nomes em pauta: Lisca e Enderson Moreira.

LEIA: Após queda na Copa do Brasil, Sport demite o técnico Gustavo Florentín

Ambos estão sem clube, mas o cenário, ao menos inicialmente, não é dos mais simples em torno dos dois. Tanto Lisca como Enderson têm realidade financeira acima do patamar atual do Sport, algo que precisaria ser equacionado em caso de abertura e avanço nas tratativas.

Outra coisa que também necessitaria ser flexibilizada, aliás, e que também serve para ambos, é em relação ao patamar do mercado deles, já que vêm de bons trabalhos e têm priorizado a Série A – o Rubro-negro, sabe-se, disputa a Série B.

Lisca, de 49 anos, está sem clube desde que deixou o Vasco, no segundo semestre do ano passado. Um dos principais trabalhos da carreira dele foi no América-MG, onde conquistou o acesso à elite em 2020.

O treinador ainda acumula passagens por Ceará (duas vezes), Criciúma, Guarani, Paraná, Internacional, Náutico (duas vezes), Sampaio Corrêa e Juventude, onde começou a carreira, em 2013.

Já Enderson Moreira, de 50 anos, também está disponível no mercado ao sair do Botafogo em meio à reformulação que o clube vem passando depois de virar Sociedade Anônima do Futebol (SAF) no início deste ano. Em 2021, ele foi campeão da Série B pelo alvinegro carioca.

No currículo, o técnico possui acessos à elite por Goiás, em 2012, e América-MG, em 2017. Enderson trabalhou também no Fortaleza, Cruzeiro, Ceará, Bahia, Fluminense, Athletico e Santos.

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados