conecte-se conosco
Lateral Victor Ferraz, do Náutico Lateral Victor Ferraz, do Náutico

NáuticoPESérie BÚltimas

Em jogo de sete gols, Náutico leva susto, mas vence Tombense e mantém sonho da permanência

Publicados

em

Timbu saiu atrás, virou para 3×1, sofreu empate, mas venceu

O Náutico está vivo. Em momento delicado na Série B, o Timbu recebeu o Tombense e voltou a vencer. Em um jogo emocionante, o Náutico garantiu o 4×3, com gols de Wellington, Victor Ferraz, Everton Brito e Jean Carlos; Kleiton, Igor Henrique e Jean Lucas fizeram para o Carcará.

O Náutico já vinha de uma sequência de três derrotas e precisa ganhar todos os jogos restantes para ter chance de chegar aos 45 pontos, número mágico para fugir da queda. Assim, o time até começou mal, mas se aproveitou do jogo aberto para se reencontrar com as vitórias.

O 1º gol foi mineiro, ainda no início do jogo, com Kleiton Pego. Mas o Timbu virou para 3×1 no 1º tempo, com Wellington, Ferraz e Brito. Depois, no 2º tempo, o Tombense buscou o empate, com Igor Henrique e Jean Lucas, de pênalti, mas Jean Carlos fechou o placar para o Náutico.

Volante Djavan, do Náutico
Djavan voltou ao time titular após 4 meses- Tiago Caldas/CNC

Como fica?

Com a vitória, o Timbu chega aos 30 pontos. Mas isso não é suficiente para sair da lanterna. O 19º é o Brusque, que ficou com 31 após perder para o Sport. Mas nem todo nordestino ajudou. Isso porque o Bahia empatou com o Novorizontino, 1º fora do Z4, com 37 pontos.

Do outro lado, o Tombense tem uma campanha mais tranquila na Série B. O time mineiro soma 43 pontos e ocupa a 12ª colocação. Mas as margens são grandes. Para o G4, são nove pontos; para o Z4, oito.

Agora, o próximo jogo do Náutico já acontece nesta sexta-feira. Às 19h, o Timbu enfrenta o Criciúma, em Santa Catarina. Do outro lado, os mineiros voltam a Muriaé. O próximo jogo do Tombense será contra o CRB, às 18h30 do sábado.

Náutico x Tombense

1º tempo: Não faltou gol

Pressionado por uma vitória para manter o sonho da permanência na Série B vivo, o Timbu começou mal no jogo e logo viu Carcará controlar e sair na frente. Aos 10, o ex-Náutico David foi à linha de fundo e cruzou da direita para o ex-Santa Cruz Kleiton cabecear para o gol.

Mas a força mineira ficou por aí. Pressionando, o time chegou ao empate aos 16, com o zagueiro Wellington aparecendo de trás para cabecear no meio da área. E o Timbu aumentou a pressão. Em um jogo aberto, os mandantes eram melhores e as chances de gol se acumulavam.

Zagueiro Wellington, do Náutico
Wellington fez o gol de empate – Tiago Caldas/CNC

Assim, a virada era questão de tempo. E veio aos 30. Em cobrança de falta lateral de Jean Carlos, Victor Ferraz apareceu no meio da confusão em empurrou para o gol. E aos 41, veio o 3º, com Everton Brito aproveitando rebote de Felipe Garcia em chute de Júlio.

E a resposta mineira poderia ter sido imediata. Logo aos 43, uma bola cruzada da direita deixou o Náutico com o gol aberto, mas Ciel passou direto e não conseguiu finalizar. Ao fim do 1º tempo, 10×9 para o Tombense em finalizações e muita emoção.

2º tempo: Tinha mais emoção

Mas o intervalo mudou a tônica do jogo. Com a vantagem, o Náutico voltou para o campo controlando mais o ritmo do jogo e segurando o Tombense, que não via um jogo tão aberto como foi no 1º tempo. Mas as chances ainda apareciam – e o gol também apareceu.

Aos 19, uma cobrança de escanteio da direita terminou em cabeçada de Igor Henrique no 1º pau para diminuir o placar. Mas a reação não ficaria por aí. Aos 24, João Paulo tocou com o braço na bola dentro da área e o VAR indicou o pênalti. Na cobrança, Jean Lucas empatou tudo.

E isso voltou a animar o jogo, que voltou a se abrir para os dois times. Aos 31, Jean Carlos parou em Felipe Garcia. Aos 34, ninguém parou Jean Carlos. O camisa 10 aproveitou uma bola mal afastada pela defesa do Carcará para encher o pé e acertar um belo gol.

Meia Jean Carlos, do Náutico
Jean Carlos fez o gol da vitória – Tiago Caldas/CNC

E, claro, o jogo seguiu maluco, aberto e animado depois do 7ª tento. Os dois times seguiram em cima e tiveram chances de mudar o placar do jogo. O Timbu, inclusive, até tentou um gol do meio de campo, com Jobson. Mas o 4×3 era placar final para a 8ª vitória do Náutico na Série B.

Ficha do jogo

Náutico (4)
Jean; Victor Ferraz, Wellington (Arthur Henrique), João Paulo e João Lucas; Djavan, Richard Franco (Júnior Tavares), Souza (Jobson) e Jean Carlos; Everton Brito (Júlio Vitor) e Júlio (Pedro Victor). Técnico: Dado Cavalcanti.

Tombense (3)
Felipe Garcia; David (Diego Ferreira), Ednei, Marcondes e Manoel; Guilherme Rend Rodrigo), Jean Lucas (Bruno Mota) e Zé Ricardo; Kleiton Pego, Keké (Caíque) e Ciel (Igor Henrique). Técnico: Bruno Pivetti.

Local do jogo: Estádio dos Aflitos, no Recife-PE
Árbitro: Alisson Sidnei Furtado (TO)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Fabio Pereira (TO)
Gols: Kleiton Pego (10’/1ºT | TOM), Wellington (16’/1ºT | NAU), Victor Ferraz (30’/1ºT | NAU), Everton Brito (43’/1ºT | NAU), Igor Henrique (19’/2ºT | TOM) e Jean Lucar (27’/2ºT | TOM)
Cartões amarelos: Júlio, Jean Carlos, Souza, João Paulo, João Lucas (NAU), Guilherme Rend, Keké e Zé Ricardo (TOM)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados