conecte-se conosco
Náutico_x_Salgueiro_Pernambucano 2023_Victor Ferraz_1200_x_675 Náutico_x_Salgueiro_Pernambucano 2023_Victor Ferraz_1200_x_675

Copa do NordesteNáuticoPEPernambucanoÚltimas

Náutico cai em duas competições em menos de duas semanas e vive pior momento de 2023: “Perda de credibilidade”

Foto: Rafael Vieira/FPF

Publicados

em

Com atuações ruins, Timbu caiu em duas competições e momento ruim chegar na temporada

Quando o Náutico bateu o Ferroviário por 3 x 2, pela última rodada da primeira fase da Copa do Nordeste, o cenário era de classificações na Copa do Brasil, Nordestão e Estadual, com o clube sem sofrer nenhum dano em 2023. O cenário, contudo, mudou drasticamente. Em menos de duas semanas, o Alvirrubro caiu no regional e no Campeonato Pernambucano e vê o momento ruim chegar na temporada.

O primeiro revés foi ante o ABC, pelo Nordestão. Na sequência, a queda ocorreu no Campeonato Pernambucano, contra o Salgueiro, nos pênaltis, na última quarta-feira. Resultados que, na avaliação do diretor de futebol Rodolpho Moreira, fizeram com que o clube perdesse toda a credibilidade construída junto à torcida durante o ano.

“Volto ao argumento que falei da total perda de credibilidade. Talvez o jogo contra o ABC tenha sido um arranhão. Não é algo que estou cravando, é algo que cabe discussão interna, mas acho que o peso disso (das eliminações) apaga o que a gente conquistou. Lógico que não apaga o embolso de liquidez que o clube teve classificando em Copa do Brasil, ele não vai apagar a possibilidade que a gente tem de avançar mais uma fase (na competição). A gente não pode perder isso do horizonte, o próximo jogo é contra o Cruzeiro”, disse o dirigente.

Náutico_x_Salgueiro_Pernambucano 2023_Victor Ferraz_1200_x_675
Foto: Rafael Vieira/FPF

Apesar de reconhecer a perda de credibilidade com as eliminações, Rodolpho também falou sobre a importância de, internamente, o clube não pode apagar os acertos. Além disso, o dirigente reafirmou o foco no acesso à Série B, principal objetivo da temporada. A competição nacional inicia em maio.

“A gente queria estar comemorando e olhando para o Retrô. Mas acho que passa uma borracha no que a gente fez, só que não pode ser uma borracha que valha para a gente. A gente não pode passar uma borracha no que nós entendemos que acertamos, no que vem funcionando, porque a gente tem condições de na Série C, que é o nosso principal objetivo, alcançar o acesso, fazer um campeonato competitivo e devolver o Náutico para a Série B. Alcançando essa meta, a gente alcança nossa principal meta do ano, mas a gente leva um arranhão para 2024 com essa virtual desclassificação da Copa do Brasil por tudo que a Copa do Brasil representa”, completou.

Eliminação do Náutico causa danos até para 2024

A queda precoce do Náutico no Estadual não afeta apenas a perda de disputar o título do Pernambucano na temporada, mas também o calendário de 2024.

Isso porque o Timbu está praticamente fora da Copa do Brasil do ano que vem. A única chance de jogar o torneio é se vencer a competição nacional em 2023.

O próximo compromisso do Náutico, inclusive, é pela Copa do Brasil. O Alvirrubro volta a campo na quinta-feira (13), contra o Cruzeiro, às 19h, nos Aflitos, pela terceira fase do torneio.

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados