conecte-se conosco
Gustavo Morínigo - Ceará Gustavo Morínigo - Ceará

CECearáCearenseÚltimas

Gustavo Morínigo valoriza elenco do Ceará e enaltece decisão estadual após reconstrução

Publicados

em

Técnico do Ceará aponta que equipe recuou muito no segundo tempo e deu campo para que o rival buscasse o empate

Apesar de ter perdido a decisão, que rendeu o inédito pentacampeonato ao Fortaleza, maior rival estadual, o técnico do Ceará, Gustavo Morínigo não se lamentou pelo resultado. Aliás, muito pelo contrário.

Em entrevista coletiva após o empate em 2 a 2 no Castelão, o treinador paraguaio analisou a importância de chegar à decisão estadual após o elenco ter passado por um processo de reconstrução após cair de divisão.

“Começamos muito atrás, pois passamos por uma reconstrução. É um time completamente novo e com tudo isso conseguimos chegar às finais. Infelizmente, não conseguimos conquistar o objetivo, mas há de avaliar que mesmo com todos os problemas que renderam uma queda de Série e com a dificuldade que temos no clube, fizemos uma boa competição, mesmo sem conseguirmos o que a gente queria. Temos a consciência de que temos um grande elenco”, apontou Morínigo.

Questionado sobre a sua visão da partida, o comandante do Ceará valorizou o primeiro tempo da sua equipe, quando apesar de abrir 2 a 0, acabou sofrendo um gol de pênalti nos acréscimos, que trouxe o rival para o jogo. Assim, o treinador disse que o cansaço do time na segunda etapa acabou fazendo com que o Vovô chamasse o Fortaleza para o seu próprio campo nos minutos finais.

“Acho que o jogo se dividiu em várias partes. Na primeira, fomos bem. Chegamos ao gol já nos primeiros minutos e anulamos a diferença da partida anterior. Logo depois chegamos ao segundo gol, que nos possibilitou irmos ganhando para o intervalo. O pênalti ainda na primeira etapa animou o nosso rival e começamos com a decisão zerada”, analisou.

“Entretanto, na segunda etapa ontem houve uma queda do time e passamos a nos defender muito atrás. Faltou jogar um pouco mais a jogar, se animar para pressionar o adversário e não conseguimos marcar para aumentar a diferença. Na reta final sentimos um pouco o cansaço, muitos dos nossos jogadores sentiram cãimbras e não conseguimos segurar o resultado mínimo para levar os pênaltis ou aumentar o placar para vencer o campeonato”, complementou Morínigo.

Agora, o Ceará volta seu foco para o início da Série B, onde disputará o grande objetivo da temporada, que é voltar à elite nacional. O primeiro jogo alvinegro será diante do Ituano, rival que eliminou o Vozão na Copa do Brasil, fora de casa, na próxima sexta-feira, às 21h30.

Blog de Cassio: Hegemônico, Fortaleza supera o Ceará numa final histórica e é penta no Cearense

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados