conecte-se conosco
Estádio José Calvancanti, do Nacional de Patos, contará com presença da torcida do Santa Cruz Estádio José Calvancanti, do Nacional de Patos, contará com presença da torcida do Santa Cruz

PBPESanta CruzSérie DÚltimas

Pedido da PM não é acatado e torcida do Santa Cruz é liberada para duelo contra o Nacional de Patos

Publicados

em

Duelo no interior da Paraíba contará com a torcida do Santa Cruz em duelo da Série D

O pedido da Polícia Militar da Paraíba solicitando torcida única no duelo Nacional de Patos x Santa Cruz neste domingo, às 16h, no estádio José Cavalcanti, não foi acatado pela Federação Paraibana de Futebol. A informação foi confirmada por Leônidas Barbosa, executivo de futebol do Naça. Com isso, a expectativa é de um bom público das duas torcidas no duelo válido pela quarta rodada da Série D do Campeonato Brasileiro.

“Ontem tivemos a informação vindo do comando da PM da Paraíba que foi liberada a presença da torcida do Santa Cruz com total segurança para todos que estarão no jogo, e isso é o mais importante. A gente fica feliz com essa autorização, porque o espetáculo sem dúvida será grandioso e é importante a torcida dos dois times. A gente aguarda a torcida do Santa Cruz no domingo, às 16h, aqui no JC”, disse Leônidas Barbosa ao NE45.

A torcida do Santa Cruz terá direito a 10% da capacidade do estádio, ou seja, 520 ingressos. Segundo a assessoria de imprensa do Nacional, como o setor em que a torcida visitante ficará ainda não foi definido, o valor dos ingressos também não está confirmado. Entretanto, deve ficar entre R$ 60 (R$ 30 meia) e R$ 40 (R$ 20 meia). Ainda segundo a assessoria do Naça, haveria venda a partir de amanhã no Arruda e, no dia do jogo, no estádio José Cavalcanti.

Porém, através de sua assessoria de imprensa, comunicou, na tarde desta sexta-feira, de que os ingressos não serão comercializados na bilheteria do Arruda. Dessa forma, os tricolores que quiserem acompanhar a partida vão precisar adquirir os bilhetes diretamente no estádio do Canário.

O motivo da presença única

A tentativa de presença única no estádio José Cavalcanti se deu devido a áudios que foram interceptados sobre uma possível confusão entre torcidas. O relato foi feito pelo presidente do Nacional, Suélio Félix, ao NE45 na quinta-feira (25). E mesmo diante de tal possibilidade, Suélio já se mostrava contra o pedido da PM. 

“Sobre a torcida, não depende só de mim. Se dependesse só de mim, já estava aceita. Teve uns áudios de alguns torcedores, aliás, bandidos, dizendo que vinham quebrar tudo em Patos. Sobre a torcida do Santa Cruz, eles terão toda a segurança. Sobre esses bandidos, eles vão ter que bater de frente com a polícia. Se é que eles vão ter coragem de ir lá. Agora a torcida do bem, mulher, criança e a torcida do Santa, pode ter certeza que eles vão ser bem recebidos”, disse em contato com a reportagem.

Também na quinta-feira, em vídeo divulgado nas redes sociais do Nacional, o Coronel Campos, Comandante do Policiamento Regional, que revelou o pedido de torcida única, já havia detalhado o efetivo da polícia, caso a fosse liberado as duas torcidas – o que de fato aconteceu.

“Se tivermos a presença das duas torcidas, estamos com um efetivo de mais de 150 homens, fora o efetivo que vem do 3º Batalhão e o apoio das forças amigas externas à corporação. Dentro do Estádio Municipal (José Cavalcanti), estaremos com um efetivo selecionado, pronto, treinado, capacitado para inibir qualquer situação que venha desabonar a ordem e a tranquilidade pública”, finalizou.

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados